Quadrilha suspeita de praticar assaltos é presa em Santa Inês

Durante a prisão, os policiais encontraram armas, dinheiro, aparelhos celulares e até joias com os criminosos.

Uma quadrilha suspeita de cometer assaltos foi presa na noite de quinta-feira (23). — Foto: Reprodução/ TV Mirante

Uma quadrilha suspeita de ter assaltado um posto de combustível que fica as margens da BR-222, em Santa Luzia, a 294 km de São Luís, foi presa na noite de quinta-feira (23).

Segundo a polícia, durante a prisão, os policiais encontraram armas, dinheiro, aparelhos celulares, joias e roupas com etiquetas em um veículo com as mesmas características do que havia sido utilizado em uma ação criminosa.

De acordo com o comandante do 7º Batalhão da Polícia Militar, Mário Sérgio Cutrim, eles utilizavam uma estratégia para dificultar as investigações.

“Foram em Alto Alegre, tomaram um veículo para assalto e fizeram essas ações em trechos de Buriticupu até Santa Inês. Essa era a estratégia deles, sempre tomando um carro e abandonando para dificultar as nossas investigações e a localização deles”, explicou o comandante.

(Por G1 MA — São Luís)

Orçamento Participativo

O secretário da SAF, Júlio César Mendonça, acompanhado do secretário-adjunto, Mávio Rocha e do presidente do Iterma, Raimundo Lídio, participou na manhã desta sexta-feira (24), da cerimônia de lançamento do ORÇAMENTO PARTICIPATIVO (OP) 2019, realizado no auditório do Palácio dos Leões.

A partir do dia 28/05 terão início as 35 audiências públicas, que ocorrerão entre os meses de maio e julho de 2019, com objetivo de ouvir a população maranhense sobre a aplicação do orçamento público para 2020 e para o Plano Plurianual (PPA) 2020-2023.

Realizadas desde 2015, as audiências públicas para oitiva da população já permitiram a elaboração de 994 propostas, que tiveram como áreas mais votadas pela população a saúde, educação, agricultura, infraestrutura, saneamento e assistência social.

A solenidade contou com a presença do governador em exercício, Carlos Brandão; os secretários de Estado: Francisco Gonçalves (SEDIHPOP), Rodrigo Lago (SECAP); Gerson Pinheiro (SEIR); Jowberth Alves (SETRES), assim como o presidente de órgão, Lívio Mendonça (AGEM).

MP aciona ex-prefeito e pede condenação de 23 funcionários ‘fantasmas’ em São João Batista

Ex-prefeito Amarildo Pinheiro, vereadores e ex-secretário teriam indicados funcionários que não trabalhavam, mas recebiam pagamentos com recursos do FUNDEB.

O Ministério Público do Maranhão ajuizou Ações Civis Públicas por ato de improbidade administrativa contra 23 suspeitos de serem funcionários ‘fantasmas’ da Secretaria Municipal de Educação de São João Batista, a cerca de 280 km de São Luís.

De acordo com o MP, o ex-prefeito Amarildo Pinheiro e o ex-secretário de Educação, Raimundo Nonato Aguiar, também são alvos das ações.

Segundo o promotor Felipe Augusto Rotondo, os 23 funcionários eram indicados e parentes de vereadores, do ex-prefeito e do ex-secretário. Todos não prestavam efetivamente serviços ao Município, mas sendo pagos com recursos federais do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

Por conta das irregularidades, o Ministério Público pediu à Justiça a condenação dos 23 funcionários por improbidade administrativa, o que pode levar a:

• Perda da função pública

• Ressarcimento integral do dano

• Suspensão dos direitos políticos por 5 a 8 anos

• Pagamento de multa até o dobro do dano

• Proibição de contratar com o Poder Público, receber benefícios fiscais, creditícios por 5 anos

(Por G1 MA — São Luís)