Secretário Júlio participa do lançamento do Mais Sementes em Pinheiro

Nesta quarta-feira (15), o secretário da SAF, Júlio César Mendonça, participou do lançamento do Programa Mais Sementes-Safra 2019 de Feijão, em Pinheiro.

Por meio do Programa estão sendo distribuídas 200 toneladas de sementes de feijão BRS Guariba Feijão Caupi.

Para a Regional de Pinheiro, são 14 toneladas de sementes que serão distribuídas aos 17 municípios atendidos pela regional da Agerp de Pinheiro.

Agricultores familiares e quilombolas, STTRs, Sintrafs, Secretarias Municipais de Agricultura receberão as sementes. O Programa é desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Sagrima em parceria com o Sistema SAF (SAF e Agerp).

Para o secretário, o programa só vem a contribuir com as ações de fortalecimento do campo.

“São sementes de qualidade adquiridas pela Sagrima para a agricultura familiar do Maranhão. Estamos trabalhando unidos para ajudar nossos trabalhadores do campo a produzir mais e com assistência técnica direta pela Agerp,” disse.

No decorrer da semana outras regionais da Agerp também receberão sementes.

Protesto contra bloqueio de verbas na educação reúne milhares em São Luís

Ato iniciou na Praça Deodoro e reúne estudantes e professores da rede federal, estadual e municipal.

Manifestantes fecham a Avenida Beira Mar em protesto contra o contingenciamento de recursos para a educação — Foto: Alessandra Rodrigues/Rádio Mirante AM

Milhares de estudantes e professores se reuniram nesta quarta-feira (15) em um protesto contra o contigenciamento de recursos para instituções de ensino federais anunciado pelo Ministério da Educação. O ato iniciou por volta das 15h na Praça Deodoro, na região central de São Luís.

Logo depois, os manifestantes caminharam até a Praça Maria Aragão, rumo a Praça dos Catraieiros, onde será a concentração final. Ao todo, os manifestantes contabilizam cerca de 20 mil pessoas no protesto. Já a Polícia Militar contabiliza 5 mil pessoas.

Vários estudantes fizeram cartazes com frases a favor da educação e até mesmo contra a declaração do presidente Jair Bolsonaro, que chamou manifestantes de ‘idiotas úteis’ e ‘massa de manobra’.

São Luís tem protestos contra bloqueio na educação — Foto: Alessandra Rodrigues/Rádio Mirante AM

Mais cedo, no início da manhã, manifestantes da Universidade Federal do Maranhão (Ufma) realizaram um protesto em frente a Cidade Universitária. Tanto a UFMA, quanto o Instituto Federal do Maranhão (IFMA) não tiveram aula nesta quarta (15). Além de São Luís, foram realizados atos nos municípios de Pinheiro, Balsas, Santa Inês e Imperatriz.

Manifestantes realizam ato contra bloqueio de verbas na educação na UFMA em São Luís — Foto: Douglas Pinto/TV Mirante

Fora os protestos realizados nesta quarta (15), no dia 6 de maio estudantes do IFMA fizeram uma mobilização estadual e protestaram em várias cidades do Maranhão contra o corte de 38% no orçamento previsto para 2019. O percentual representa aproximadamente R$ 28 milhões a menos no orçamento do Instituto Federal do Maranhão.

Estudantes em protesto no IFMA de Porto Franco — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Contingenciamento de recursos para a educação

Em abril, o Ministério da Educação divulgou que todas as universidades e institutos federais teriam bloqueio de recursos. Em maio, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) informou sobre a suspensão da concessão de bolsas de mestrado e doutorado.

De acordo com o Ministério da Educação, o bloqueio é de 24,84% das chamadas despesas discricionárias — aquelas consideradas não obrigatórias, que incluem gastos como contas de água, luz, compra de material básico, contratação de terceirizados e realização de pesquisas. O valor total contingenciado, considerando todas as universidades, é de R$ 1,7 bilhão, ou 3,43% do orçamento completo — incluindo despesas obrigatórias.

Em 2019, as verbas discricionárias representam 13,83% do orçamento total das universidades. Os 86,17% restantes são as chamadas verbas obrigatórias, que não deverão ser afetadas. Elas correspondem, por exemplo, aos pagamentos de salários de professores, funcionários e das aposentadorias e pensões.

Segundo o governo federal, a queda na arrecadação obrigou a contenção de recursos. O bloqueio poderá ser reavaliado posteriormente caso a arrecadação volte a subir. O contigenciamento, apenas com despesas não obrigatórias, é um mecanismo para retardar ou deixar de executar parte da peça orçamentária devido à insuficiência de receitas e já ocorreu em outros governos. (Por G1-MA).

Secretário Júlio participa do lançamento do Mais Sementes – Itapecuru

O secretário da SAF, Júlio César Mendonça, participou nesta terça-feira (14), do lançamento da Safra 2019 do Programa Mais Sementes, na região de Itapecuru Mirim. A ação  é do Governo do Estado, por meio da Sagrima e Sistema SAF (Agerp, Iterma e SAF).

Para a Regional de Itapecuru, 13 toneladas de sementes de feijão caupi serão distribuídas aos agricultores familiares, STTRs, Secretarias Municipais de Agricultura e Sintraf.

Participaram: o secretário da SAF, Júlio César Mendonça; o subsecretário da Sagrima, Sérgio Delmiro; o diretor da Agerp, José Malheiros; o gestor da Agerp, Domingos Pascoal; o presidente do STTR de Itapecuru, José Alteredo; secretários Municipais de Agricultura, Sindicatos, Sintraf e Associações.