Governo do Estado determina obras para melhorar mobilidade em São Luís

No final do mês passado, o Governo do Estado promoveu uma reunião entre equipes estadual e da Prefeitura de São Luís. O objetivo foi debater estratégias para o trânsito e mobilidade da capital maranhense, de forma integrada e, assim, maximizar os resultados. Cada um dos órgãos e secretarias presentes saiu do encontro com tarefas a serem cumpridas, em formato de parcerias.

Uma das principais determinações da reunião foi a criação de um Plano de Mobilidade Urbana, que indicará uma série de intervenções no trânsito, para melhorar o trânsito em regiões onde há um fluxo muito intenso de veículos e pessoas, o que acaba provocando congestionamentos. “Com um trabalho integrado das gestões estadual e municipal poderemos garantir ainda mais melhorias para a população”, explicou o governador Flávio Dino.

Também foram definidas algumas responsabilidades para cada um dos órgãos Estadual e Municipal. À Agência Executiva Metropolitana (AGEM), por exemplo, foram designadas as obras de prolongamento da Avenida Jerônimo de Albuquerque (2ª etapa); a Avenida Manuel Bandeira, que faz a ligação entre os bairros Ipase e Rio Anil; uma passarela ligando o Bequimão ao Pão de Açúcar; construção de duas pontes e uma via ligando a Rua da Matança ao Alto do Santa Cruz e o levantamento de demandas de infraestrutura das zonas rurais I e II. “Estas ações serão realizadas em parceria com a Prefeitura de São Luís”, revelou o presidente da AGEM, Lívio Jonas Mendonça Corrêa. 

A 2ª etapa do prolongamento da Avenida Jerônimo de Albuquerque corresponde ao trecho que vai do Angelim até as proximidades do Atacadão, que corresponde a 1,3 quilômetros. Somados aos 500 que já estão sendo construídos, trecho do Angelim, serão 1,8 quilômetros no total.

Para ligar o Ipase ao Rio Anil será feito um prolongamento da Avenida Manuel Bandeira. “O projeto será implantado onde hoje é uma estrada vicinal”, revela Lívio Corrêa.

A interligação entre os bairros Bequimão e Pão de Açúcar, por sua vez, será facilitada por uma passarela. Atualmente, uma estrutura de madeira degradada funciona como meio de passagem dos moradores da região. A nova estrutura terá 100 metros, aproximadamente, e passará pela Rua Duque de Caxias.

A ligação entre a Rua da Matança e o Alto do Santa Cruz será facilitado pela construção de duas pontes, uma com 17m e outra com 15m, além de uma via de 800 metros. Serão construídas em concreto armado e passarão pelo bairro Anil fazendo a interligação entra as ruas Matança e José de Alencar (bairro Vera Cruz).

O levantamento de demandas de infraestrutura das zonas rurais I e II, por sua vez, está em fase inicial. Cerca de 60 ruas em oito bairros já foram vistoriadas e as demandas estão sendo organizadas. “Com essas informações poderemos apresentar soluções para os problemas detectados”, explica o presidente da AGEM.

Gestão municipal

O Plano de fluidez no trânsito contará com a participação da Prefeitura no suporte para levantamento e elaboração de projetos e execução de obras em vários pontos críticos. Segundo o prefeito Edivaldo Holanda Júnior, atualmente há diversos avanços na área de mobilidade urbana em São Luís com as intervenções e outras medidas de trânsito adotadas. “E com essa importante definição de uma agenda conjunta, Governo e Prefeitura, realizaremos ações integradas, que irão ampliar e promover mais melhorias e qualidade de vida para a população” destacou Edivaldo.

O retrato da educação de Viana mesmo já tendo recebido 10 milhões de reais de Fundeb este ano

A imagem é o retrato de como anda a educação municipal em Viana. Ou melhor: não anda. O prefeito Magrado Barros debocha do Ministério Público do Estado do Maranhão (MP-MA), rasga a Constituição Federal, que considera, em seu artigo 205, a educação como um “direito de todos e um dever do Estado”. A maioria das escolas de Viana ainda nem iniciou o ano letivo, mesmo com o calendário já seguindo para o segundo semestre de 2019.

Professores e pais de alunos estão revoltados com a situação. Nos povoados, nas poucas escolas onde as aulas estão funcionando, os estudantes são dispensados por volta das 11 horas da manhã porque precisam voltar andando para casa sob o sol escaldante, caminhando sobre a lama e o barro que toma conta das estradas. Ônibus escolares estão se deteriorando, alguns abandonados pelo meio do caminho, conforme comprova a foto. São recursos públicos desperdiçados e o futuro de centenas de meninas e meninos ameaçado.

Mas, ao contrário do que poderia imaginar algum cidadão ingênuo, o problema não é a falta de verba para uma das áreas mais importantes para o aumento do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) tão almejado pelo governador Flávio Dino (PCdoB) para libertar o Maranhão da pobreza que humilha e rouba a dignidade humana de milhares de maranhenses.

Segundo informações do Portal da Transparência do Governo Federal, de janeiro a abril deste ano, somente do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) foram transferidos R$ 3.018.549, 72 (três milhões, 18 mil, 549 reais e 72 centavos) com complementação da União no valor de R$ 6.229.98, 32 (seis milhões, duzentos e vinte e nove mil, 98 reais e 32 centavos) para a Prefeitura Municipal de Viana. Ou seja, são quase 10 milhões de reais depositados nos cofres municipais.

Como se não bastasse o sofrimento diário com a falta d’água, com ruas esburacadas e estradas intrafegáveis por carros, agora são as futuras gerações de vianenses que estão condenadas pela falta de perspectiva de uma vida melhor que a educação pode proporcionar.

Bandidos explodem agência do Banco do Brasil em Santa Inês – no MA

Ação criminosa aconteceu na madrugada desta terça-feira (9) no município de Santa Inês; Polícia já iniciou as buscas na região na tentativa de capturar e prender os assaltantes.

Bandidos explodem agência do Banco do Brasil em Santa Inês — Foto: Reprodução/TV Mirante

Quatro bandidos explodiram na madrugada desta terça-feira (9) a agência do Banco do Brasil do município de Santa Inês, a 250 km de São Luís.

Segundo a polícia, os criminosos explodiram agência bancária por volta das 3h30 desta terça-feira (9) e após a explosão o teto veio abaixo. Os bandidos danificaram dois caixas eletrônicos e destruíram um com a explosão.

Apesar dos danos causados na agência, os ladrões não conseguiram levar nenhum montante e fugiram logo após que os policiais chegaram ao banco. A Polícia Militar já iniciou as buscas na região na tentativa de capturar e prender os assaltantes.

Esta é a primeira vez que a única agência do Banco do Brasil em Santa Inês é explodida. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. (Por G1 MA — São Luís )

Campanha de vacinação contra gripe começa nesta quarta-feira (10) no MA

De acordo com o Ministério da Saúde, a imunização foi antecipada em cerca de 15 dias em relação aos anos anteriores, quando a campanha teve início na 2ª quinzena de abril.

Campanha de vacinação contra gripe começa nesta quarta-feira (10) no MA — Foto: Divulgação/SES

A campanha de começa nesta quarta-feira (10) no Maranhão. De acordo com o Ministério da Saúde, a imunização, este ano, foi antecipada em cerca de 15 dias em relação aos anos anteriores, quando a campanha teve início na segunda quinzena de abril.

Nesta primeira fase, serão priorizadas crianças com idade entre 1 ano e 6 anos, grávidas em qualquer período gestacional e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto). A escolha, segundo o Ministério, foi feita por causa da maior vulnerabilidade do grupo.

A partir de 22 de abril, todo o público-alvo da campanha poderá receber a dose, incluindo trabalhadores da saúde, povos indígenas, idosos, professores de escolas públicas e privadas, pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade. (Por G1 MA — São Luís)