A nova Praça do Panteon

Arquivo

Por Luiz Carlos Pinheiro Gomes*

A bem da verdade, aquele é um logradouro relativamente novo sendo assim denominado pela Lei Municipal n.º 442 de 30/7/1954. E encravado no antigo Largo do Quartel, espaço que em outros tempos também era chamado de Campo de Ourique. A Câmara de São Luís em 20/4/1998, pela Lei Municipal n.º 3697, designou aquele local como de homenagem póstuma oficial e permanente àqueles que tenham prestado relevantes contribuições às Letras e às Artes no Maranhão.

Os 16 bustos que outrora ali existiam — e 1 (um) inidentificável, pois algumas placas que os nomeavam desapareceram, foram colocados isoladamente um a um ao longo do tempo por familiares dos homenageados e por entidades ligadas à cultura como o Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão (IHGM) e a Academia Maranhense de Letras (AML). Contam que o primeiro monumento implantado foi o de Artur Azevedo seguido pelos de Raimundo Corrêa, Dunschee de Abranches e Nascimento Moraes.

Decerto o critério atual adotado pelo IPHAN/Prefeitura de São Luís foi o de manter os bustos das 16 personalidades que estavam ali anteriormente, retirando, não se sabe bem por que, os bustos de Domingos Perdigão e de Humberto de Campos! Sabe-se ainda que as peças originais foram retiradas e guardadas desde 2007 no pátio do Museu Histórico e Artístico do Maranhão (MHAM) com o objetivo louvável de se evitar por vandalismo a depredação das mesmas e por sugestão de membros da AML. Agora acrescentaram os bustos de Silva Maia, Josué Montelo, Teixeira Mendes e Clodoaldo Cardoso, perfazendo assim os 18 monumentos atuais.

Registre-se, por oportuno, que em que pese o nome pomposo “Panteon” que em latim se escreve Pantheon e em grego clássico significa Panteão (local comum a todos os deuses ou mausoléu de pessoas notáveis), a nossa Praça do Panteon — não vai lamentavelmente e por tradição — ostentar os nomes dos maiores expoentes da literatura, da história e da política do Maranhão. Nem tampouco vai expor os monumentos dos maiores vultos nas letras do nosso estado biografados pelo Plutarco Maranhense, Henriques Leal, em sua magistral obra Pantheon Maranhense! Diga-se os bustos das glórias consagradas da inteligência maranhense como de Odorico Mendes,  Sotero dos Reis, João Lisboa, Gonçalves Dias e de tantos outros.

Figuram após a reinauguração da praça os bustos de Henriques Leal, Gomes de Castro, Coelho Neto, Gomes de Souza, Ribamar Bogéa, Nascimento Moraes, Maria Firmina, Raimundo Correia, Urbano Santos, Teixeira Mendes, Corrêa de Araújo, Josué Montelo, Silva Maia, Bandeira Tribuzi, Dunshee de Abranches, Clodoaldo Cardoso, Artur Azevedo e Arnaldo Ferreira. Portanto de 18 personalidades.

Em tempos anteriores, aquele logradouro ostentava os bustos de Henriques Leal, Gomes de Castro, Coelho Neto, Gomes de Souza, Ribamar Bogéa, Nascimento Moraes, Maria Firmina dos Reis, Raimundo Corrêa, Urbano Santos, Corrêa de Araújo, Bandeira Tribuzi, Dunshee de Abranches, Arthur Azevedo, Arnaldo de Jesus Ferreira, Domingos Perdigão e Humberto de Campos. Portanto de 16 personalidades.

Sugerimos que nos 16 espaços de 2 a 3m existentes entre os pedestais atuais, recebam os bustos daqueles que foram a essência da cultura do Maranhão e que lamentavelmente foram esquecidos.

Vista aérea do Complexo Deodoro, em São Luís (MA). Foto de Meireles Jr. Cortesia Iphan.

No que tange à Praça Deodoro (antiga Praça da Independência), muitos devem ter ficado aqui curiosos porque não mencionamos nestas linhas este topônimo tão conhecido na cidade inclusive como todo aquele espaço. Consultando várias fontes, muitas divergentes e confusas, concluímos que esta praça compreende aquele quadrilátero que vai da Rua de Santaninha (Salvador de Oliveira) à Rua dos Remédios (Rio Branco) margeado pelas ruas da Paz e do Sol e em frente da Praça do Panteon, local onde existia um camelódromo.

Com referência às plaquetas de identificação, cheias de erros gramaticais e ante a reação dos visitantes, acho que deverão ser melhoradas as suas redações urgentemente, e enriquecidos os seus textos por membros da AML, ou da ALL, ou do IHGM, se assim acharem necessário. Outrossim, sugerimos ser substituídas por placas de bronze que terão inegavelmente uma vida útil infinitamente superior às recém-colocadas.

*Vianense / Engenheiro | Publicado no Jornal O Estado do Maranhão, edição do dia 4/1/2019.

Crise em Viana. Mobilização contra prefeito Magrado já tem mais de 10 grupos no WhatsApp

A população de Viana prepara para o próximo dia 25 uma grande manifestação contra o prefeito do município, Magrado Barros (PSDB). Toda a organização está sendo feita através de grupos de WhatsApp, que já somam mais de dez, com todas as vagas lotadas.

Viana – Parece que após dois anos de mandato, início do terceiro, caiu a ficha da população vianense e, acabou a lua de mel com o gestor, e os motivos são reais e evidentes: cidade abandonada na sua infraestrutura, ruas escuras e sujas, falta de água, falta de merenda escolar, atrasos nos pagamentos de servidores e fornecedores e, para piorar, as indecentes declarações do prefeito de que tudo vai se ajeitar no carnaval, com a contratação de dezenas de bandas caríssimas e um arrastão do Macho Velho, com distribuição de dez mil abadás e cerveja à vontade pro povo.

A manifestação não tem, até agora, um líder e nem representantes políticos que se declararam organizadores. Segundo apurou o Blog , o movimento pedirá o afastamento da chapa eleita em 2016.

Além de mobilizações em redes sociais, estão sendo colhidas assinaturas em locais estratégicos de Viana, que serão usados no pedido de cassação da chapa. Os integrantes dos grupos reivindicam melhorias na saúde, educação e pagamento de funcionários, que reclamam constantemente de atrasos.

A manifestação será por volta das 8 horas, na Praça da Bíblia. Magrado Barros tem como vice, Lucimar Gonçalves, que é mãe do ex-prefeito Rilva Luis, um dos ex-gestores que mais tem processos na história política de Viana. Eles foram eleitos com mais de 14 mil votos, o dobro do segundo colocado, Chico Gomes, prefeito da época.

Magrado e o seu grupo, parece que ainda não se tocaram que os tempos são outros: o país vive uma crise moral, política e financeira. Ostentar com o dinheiro público, prometer e não cumprir, atrasar pagamentos e achar que tudo isso vai ficar impune não encontra mais respaldo nem no seio dos seus próprios apoiadores/eleitores.

ARREPENDIDOS

O Blog teve acesso a muitos prints e áudios dos mais de dez grupos de whatsap que estão mobilizando a manifestação do dia 25, e constatou que se trata de um movimento apartidário e com cara de serem os mesmos personagens que contribuíram para derreter – igual a um picolé -, a candidatura à reeleição do ex-prefeito Chico Gomes.

A análise que alguns políticos fazem é que o movimento pode causar um enorme estrago na trajetória política de Macho Velho; sepultar a sua reeleição ou simplesmente dar em nada, visto que o gestor tem a maioria na Câmara de Vereadores e, para piorar, a Justiça vianense parece não se importar muito com nossas mazelas administrativas.

Por outro lado, se a oposição que ainda junta os cacos, pré-candidatos para 2020 ou alguma nova liderança vai tirar proveito do episódio, aí já é outra história.

A sorte está lançada!!!

Com informações do Blog do Jaílson Mendes

Flávio Dino decreta cheque para grávidas e apoio a startups no Maranhão

Durante cerimônia de posse na Assembleia Legislativa, Dino também decretou a renovação do Cheque Minha Casa para reformar ou ampliar moradias para famílias de baixa renda. Foto: Gilson Teixeira

Por G1 MA — São Luís

O governador Flávio Dino (PCdoB) editou novos decretos durante a cerimônia de posse do segundo mandato no Maranhão. Os decretos foram assinados durante cerimônia na Assembleia Legislativa nesta terça-feira (1º).

Um dos decretos cria o Cheque Casta Básica para grávidas, que promete devolver para famílias carentes valores do ICMS cobrado de produtos da cesta básica. O objetivo é combater a desigualdade social e a mortalidade infantil.

Segundo Dino, até o mês de maio deve começar o pagamento de R$ 900 para gestantes no Maranhão, sob a condição de comparecimento às consultas de pré-natal, ao acompanhamento nutricional e ao acompanhamento de saúde.

De acordo com o governo, com investimento inicial de R$ 20 milhões, o Cheque Cesta Básica Gestante será pago em nove parcelas de R$ 100 para cada grávida que aderir ao programa. As seis primeiras parcelas serão pagas durante a gestação, enquanto as três últimas serão nos primeiros meses de vida do bebê.

Durante a cerimônia, Flávio Dino também decretou a renovação do Cheque Minha Casa, usado para reformar ou ampliar moradias para famílias de baixa renda. As famílias beneficiadas com o programa devem receber R$ 5 mil em duas parcelas de R$ 2.500. Os recursos podem ser usados para compra de materiais de construção.

Apoio às startups

Outros dois decretos foram assinados pelo governador para apoiar projetos com soluções de base tecnológica e inovadoras desenvolvidos por startups ligadas ao desenvolvimento do Estado. Um deles garante que a administração pública possa contratar empresas que desenvolvem novos produtos, serviços e tecnologia inovadora, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema) e mais bolsas para desenvolvimento das empresas startups.

O outro decreto dispõe sobre a cessão de imóveis públicos para que essas empresas possam se instalar e desenvolver suas atividades na área do Centro Histórico de São Luís, onde funcionará um polo tecnológico.