Empresário recupera ruas de comunidade abandonada, em Viana-MA

Já virou rotina no município. Inúmeras comunidades, depois de não serem atendidas em seus anseios pela prefeitura, estão apelando para vários jovens empreendedores para dar soluções em seus locais de convivência, a maioria com problemas de infraestrutura e iluminação pública.

O empresário Fellickson do Posto, proprietário do posto Vinólia, dentre outros empreendimentos, é um dos mais procurados nestes tempos de crise econômica – principal desculpa das gestões para não cumprirem com suas obrigações -, já perdeu a conta de quantos pedidos teve que atender, mas, ressalta que resolver problemas de infraestrutura e iluminação é tarefa do poder municipal.

Desta vez foi a comunidade Sabiá, no bairro Campo Novo (um dos mais carentes de Viana), teve suas ruas e vielas (oito no total), raspadas com trator, de forma que a Cemar também pudesse trafegar na área e levar energia elétrica para as famílias.

Fellickson conversa com moradores sobre as carências da comunidade

“Sou um jovem empreendedor, amo a minha cidade e faço o possível dentro das minhas limitações. Mas, deixo bem claro que estou fazendo porque sei das dificuldades das pessoas em se locomover em ruas cheias de lamas e buracos e também às escuras, o que se torna um grande risco de assalto”, disse o empresário.

Ascensão política

Esse tipo de colaboração, felizmente, também já acontece em outras regiões, onde os empresários mais bem sucedidos adotam uma espécie de “colaboração social”, associando os seus nomes e ou marcas junto às comunidades, claro, sempre em busca de reconhecimento ou futuras aspirações políticas.

Nesse caso, fica evidente que, caso essas obras tenham qualidade e durabilidade, já se torna um atestado de boa gestão e, também a compreensão de que uma obra pública custa caro é preciso conservar e valorizar o bem comum.

O que não pode acontecer é as Prefeituras assistirem de camarote a realização de obras de sua responsabilidade, abrindo assim precedentes para que outros as realizem com recursos privados, dos seus negócios, afinal, os recursos do FPM – Fundo de Participação dos Municípios, não se destinam tão somente para custear banquetes, farras e festanças com o dinheiro público.

A Liberdade vibrou com alegria e grito de vitória com Cleinaldo Bil e Eduardo Braide em caminhada no bairro

A caminhada dos candidatos Cleinaldo Bil (deputado estadual ) e Eduardo Braide (deputado federal) no bairro da Liberdade foi iniciada com uma visita ao mercado bairro. Os dois candidatos conversaram com os feirantes e receberam inúmeras criticas pelo abandono em que se encontra o local e receberam o importante apoio da maioria. A caminhada que estava prevista entre 8 e 11 horas se estendeu até às 13 horas, em razão de que Cleinaldo Bil e Eduardo Braide tiveram que parar constantemente para conversar com moradores e eles deram uma atenção especial aos idosos. O vereador Cézar Bombeiro foi de fundamental importância para conclamar o povo para o ato politico.

A bandinha formada por estudantes da Escola de Música Coronel Carlos Augusto e apoio de alguns músicos profissionais deu o tom carnavalesco da caminhada, que acabou se transformando em uma festa popular pelas ruas das comunidades do bairro da Liberdade. O apoio de inúmeros carroceiros e trabalhadores com carros de mão fez a diferença, e por onde os candidatos passavam, os aplausos eram a demonstração de compromisso com povo da Liberdade, com os exemplos do vereador Cézar Bombeiro, presença bem marcante em todo o bairro todos os dias e empenhado na luta em busca de garantia de direitos dos moradores.

O deputado Eduardo Braide, na eleição para prefeito foi disparado, o mais votado no bairro da Liberdade e ele tem a certeza de que eleito e com Bil e César na câmara, muito empenho será feito para que importantes projetos sejam instalados no bairro, principalmente nas áreas da educação, geração de emprego e renda e um verdadeiro enfrentamento aos problemas de infraestrutura. Ao encerramento da caminhada Eduardo Braide manifestou o agradecimento a pessoas que se disponibilizaram em dar apoio a caminhada, acreditando em mudanças futuras.

Cleinaldo Bil que é irmão de Cézar Bombeiro e que já morou na Liberdade e nunca se afastou do bairro sentiu-se recompensado pelo grande apoio recebido das comunidades e do reconhecimento público expressado a ele e a Eduardo Braide. Lideranças do bairro avaliaram a caminhada muito importante, em que os candidatos não tinham seguranças e o povo chegou perto deles e foram bem tratados, principalmente os jovens que fizeram centenas de selfies com Eduardo Braide e Cleinaldo Bil. Outro aspecto valorizado pelas lideranças é que tanto Cleinaldo Bil e Eduardo Braide atenderam chamados para adentrarem a várias casas para cumprimentarem idosos e pessoas doentes, considerado como fator positivo da caminhada.

Realmente a caminhada de Cleinaldo Bil e Eduardo Braide fez o diferencial e proporcionou satisfação a muita gente e aumentou consideravelmente o apoio e consolidaram as suas candidaturas, disseram muitas mulheres presentes e que acreditam na vitória de Cleinaldo Bil e Eduardo Braide.

(Via Blog o Quarto Poder)

Luto. Morre o folclorista Zé de Betrone

Faleceu hoje (3) em São Luís, o popular Zé de Betrone, folclorista e comandante do famoso “Boi Passa Fogo”, tradição da cultura vianense, e que todos os anos atrai uma legião de apreciadores à Cidade dos Lagos.

Conhecido e querido por grande parte da população de Viana, devido à sua esperteza, argúcia e simpatia, Zé de Betrone deixa um legado de muitas amizades nas rodas políticas, prestatividade como motorista e pela sua contribuição cultural ao comandar por mais de vinte anos o “Boi Passa Fogo”.

O produtor sentiu-se mal na semana passada em São Luís, e foi internado às pressas na UPA do Araçagy. Familiares tentavam ontem(2), por meio da influência de amigos,  uma transferência para uma UTI, no Hospital Carlos Macieira, mas, infelizmente ele não resistiu.

O Blog pesquisou nas páginas sociais do produtor e de alguns dos seus familiares, mas não encontrou dados mais relevantes para os leitores, além do conhecimento público de que era filho do comerciante José de Betrone, cujo comércio localiza-se na esquina com a Escola Nossa Senhora da Conceição.

Em nome da coluna, desejamos pêsames e solidariedade e conforto à família neste momento de dor.

Em breve, mais informações.