Democratas: a “noiva” cobiçada nas eleições 2018

Blogue do Ed Wilson Araújo

Neto da Arena, filho do PDS com o PFL, o Democratas é a legenda mais disputada no mercado eleitoral no Maranhão.

Principal resíduo da ditadura militar e esteio da direita brasileira, protagonista do impeachment da presidente Dilma Roussef (PT), eis que o Democratas é a noiva virgem à espera de um bom casamento.

A corte ao partido ficou mais intensa após a movimentação do deputado federal José Reinaldo Tavares para fazer o terceiro palanque da eleição para governador.

Tavares, dissidente do governo Flávio Dino (PCdoB), tenta capturar o Democratas para impulsionar o projeto de candidatura do deputado estadual Eduardo Braide (PMN) ao Palácio dos Leões (releia aqui).

Simultaneamente, o governo articula o apoio do Democratas na chapa comunista, com o objetivo de aniquilar os planos de José Reinaldo.

A favor do deputado dissidente conta o lançamento da candidatura presidencial de Rodrigo Maia. Se vingar o palanque nacional do Democratas, as chances de uma composição demo-comunista no Maranhão diminuem.

No plano nacional, o governador Flávio Dino tende a cerrar fileiras com o PT, PDT, PSB e o seu próprio partido, PCdoB, que já lançou a pré-candidatura da deputada estadual Manuela D’Ávila à Presidência da República.

Contra José Reinaldo há um fato recente que fragiliza suas pretensões de controlar a legenda. Na convenção nacional do Democratas, quinta-feira (8), em Brasília, o partido foi inflado com a filiação de várias lideranças em um grande ato político onde, estranhamente, o próprio Tavares não compareceu.

Bases do governo comunista no Democratas: Felipe Camarão, Rodrigo Maia, Juscelino Filho e Rogério Cafeteira.

Há quem veja na inflação do Democratas as digitais do Palácio dos Leões, visando impedir o domínio do partido por José Reinaldo Tavares.

Faz sentido. Entre os novos democratas estão figuras de proa do governo Flávio Dino, como o secretário de Educação Felipe Camarão e o deputado estadual Rogério Cafeteira, líder governista na Assembleia Legislativa.

Esse é o retrato de hoje, mas pode haver mudanças.

A candidatura presidencial do Democratas deve estimular palanques estaduais convergentes. É um cenário que favorece o nome de José Reinaldo Tavares ao Senado e Eduardo Braide governador, alinhados a Rodrigo Maia.

Flávio Dino tem a seu favor a força gravitacional do Palácio dos Leões, sempre capaz de costurar alianças improváveis, em nome do pragmatismo eleitoral de todos os governos.

Sendo assim, pode haver casamento entre o PCdoB e o Democratas, isolando José Reinaldo Tavares no projeto da candidatura de Eduardo Braide.

Vingando esse cenário, o deputado dissidente volta para a sombra de Flávio Dino e se acomoda com outro mandato de deputado federal.

E tudo fica em paz.

Vianense Nélio Júnior assume presidência do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense

Nélio Júnior e atual presidente do FDBM, Ana Creusa

São Luís – O historiador e estudante de direito, Nélio Júnior, assumiu interinamente a presidência do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense.

O forense Nélio, que é o 1º vice-presidente do Fórum, atendeu à convocação da diretoria, em reunião realizada no dia 2 de março, cuja pauta foi o afastamento da atual presidente da entidade, Ana Creusa, que solicitou licença para tratamento de saúde.

“Compreendendo os motivos irrefutáveis da licença da Dra. Ana Creusa e cumprindo com estatuto do fórum, não me furtarei a cumprir fielmente o que rege o estatuto bem como me esforçar ao máximo pra representar nossa entidade, sempre pautado nos princípios éticos, morais e de luta que coadunam com minha formação e caráter”, comentou Nélio em comunicado aos seus pares.

O Blog Vianensidades deseja pleno êxito à gestão do conterrâneo Nélio Júnior.

Vianense Taigro vence a segunda em terceiro maior evento de MMA do planeta

Evento ocorreu na cidade de São Paulo.

Taigro Urso Branco vence Marcos Rodrigues Babuíno por decisão unânime no ACB 82. (Foto: Reprodução. )

SÃO PAULO – O lutador Taigro, nascido em Viana, na Baixada Maranhense, conhecido como o “Urso Branco” fez bonito mais uma vez. Taigro venceu Marcos Babuíno, na categoria peso-pena (até 66kg) pelo ACB 82, um dos maiores eventos de MMA do planeta. A vitória veio de forma unânime com um triplo 30-27. O evento ocorreu nesta sexta-feira (9).

A torcida presente no Ginásio da Hebraica em São Paulo ovacionou a entrada do adversário de Taigro, mas foi o Vianense que dominou completamente a luta e venceu o duelo. Taigro soma agora 14 vitórias e três derrotas no cartel. A última derrota ocorreu há três semanas no ACB 80, realizado na Rússia.

“Esse é terceiro maior evento do mundo. Estou vindo de três lutas pela organização. Lutei ano passado, e venci. Lutei na Rússia e perdi nos pontos. Fiz uma luta muito boa e me chamaram para lutar em São Paulo, com um cara que tem um nome muito forte no mercado, com mais de 40 lutas e graças a Deus usei a estratégia certa e venci”, comentou Taigro em entrevista exclusiva ao Imirante.com.

Imirante Esporte

Desembargador do Maranhão defende a descriminalização da maconha

O desembargador do Tribunal de Justiça do Maranhão, Fróz Sobrinho é a favor da descriminalização da maconha. A manifestação dele neste sentido aconteceu durante palestra que o magistrado proferiu em Timon no Workshop de Perícias Oficiais e Monitoramento Eletrônico, evento que aconteceu no auditório do fórum local no último dia 2.

Para Fróz Sobrinho, a maconha é a droga que mais enriquece os traficantes  e o controle do estado sobre ela fornecendo ao usuário seria um duro golpe no tráfico e nas organizações criminosas.

No entender do desembargador, com a legalização da droga haveria até um impacto na diminuição da superlotação dos presídios, setor que na visão do magistrado virou uma escola para formação de marginais.

Fróz Sobrinho é coordenador da Unidade de Monitoramento, Acompanhamento, Aperfeiçoamento e Fiscalização do Sistema Carcerário , do Tribunal de Justiça do Maranhão.

O que os leitores acham? Concordam ou discordam da tese do desembargador maranhense? Liberação ou não da maconha?

Do site do Elias Lacerda