Carta de um louco para um maluco

Era meia noite: o sol brilhava entre as trevas de um dia claro e bonito. Um homem vestido sem roupa, com as mãos nos bolsos, estava sentado de pé numa pedra de pau á beira de um rio seco. Ele dizia: “Eu prefiro morrer, a deixar de viver”

Naquele momento, um surdo estava ouvindo um mudo falar e um aleijado corria atrás de um carro parado.

Bem longe daqui perto, um senhor moreno careca penteava seus lindos cabelos loiros.

À noite, durante o dia senti uma apetitosa falta de comer em pratos sem alimentos. Vi peixes treinando natação num lago seco e outros se suicidando para viver.

Ao acordar dormindo, sonhei que estava dormindo; quando acordei, percebi que eu estava dormindo.

Enquanto isso um cego disse que via passarinhos pastando e vacas pulando de galho em galho á procura de seus ninhos.

Vi então, um sujeito comendo o guardanapo e limpando a boca com o bife. Assim comecei a declamar uma poesia, calando-me diz: “Mais vale um morto vivo do que um vivo morto”.

Quando acordei com o despertador na cama, levantei-me deitado, do relógio e me preparei para mais um dia de descanso com muito trabalho…

Que merda…11 bá que fezes…

Autor: anônimo

Raios já provocaram duas mortes em janeiro no MA

Preocupação tem aumentado no sul do estado. Uma morte aconteceu em Santa Inês e outro na cidade de Carolina, quando um guia de turismo caiu do alto da Chapada das Mesas após uma descarga elétrica.

Ilustrativa

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o Brasil tem, em média, 77 milhões de quedas de raios por ano e o Maranhão ocupa o quarto lugar com 13,3 raios por quilômetro quadrado. No mês de janeiro, pelo menos duas mortes já foram confirmadas por causa do fenômeno atmosférico no estado.

Em Santa Inês, localizado a 246 Km de São Luís, o caso aconteceu no bairro São Benedito, no dia 19 de janeiro. Segundo parentes da vítima, um homem identificado como Marcos Rodrigues Alves, de 22 anos, estava pegando mangas em uma árvore quando foi atingido.

Já na cidade de Carolina, a 831 Km de São Luís, o guia de turismo Cleiton Costa foi atingido quando escalava o morro do chapéu, na Chapada das Mesas, e despencou de altura de quase cem metros no dia 09 de janeiro. Ele chegou a gravar a formação de um temporal se aproximando de onde ele estava minutos antes de ser atingido.

Na cidade de Balsas, o risco de acidente com raios também tem preocupado a população. O avanço da agricultura no serrado abriu grandes extensões de terra descampadas, o que faz aumentar os acidentes com raios, segundo os meteorologistas.

Além das áreas abertas, a região tem muitos armazéns construídos com estrutura metálica que podem atrair os raios e precisam de equipamentos de proteção, como para-raios. Balsas é cercada de torres usadas na comunicação das fazendas com os escritórios, mas nem todas são protegidas. (Por G1)

Sisu 2018: resultado é divulgado; listas de aprovados podem ser consultadas

Sisu convoca estudantes que fizeram o Enem para universidades federais e estaduais.

Por G1

O resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foi divulgado nesta segunda-feira (29), no site http://sisu.mec.gov.br/. Estão disponíveis as listas de aprovados de cada curso das 130 instituições participantes.

Em minutos, o sistema já apresentava instabilidade, como é possível ver no aviso abaixo, que apareceu às 9h07. O MEC afirmou que a equipe de manutenção está resolvendo o problema e que é possível acessar os resultados pelo link http://sisualuno.mec.gov.br. Basta preencher com o número de inscrição e a senha de acesso.

A primeira chamada também pode ser consultada nas páginas das universidades que integram o programa e na central de atendimento do Ministério da Educação (MEC), pelo número 0800-616161.

Aqueles que forem selecionados devem verificar, junto à instituição em que foram aprovados, qual o local, o horário e os documentos necessários para a matrícula. O prazo para efetivá-la vai do dia 30 de janeiro ao 7 de fevereiro.

MEC divulga resultado do Sisu

Listas de espera

Podem tentar participar da lista de espera aqueles que:

não forem selecionados em nenhuma das duas opções de curso na chamada regular;

ou os que tenham sido convocados para a segunda opção.

Caso o candidato queira tentar, deve entrar em seu boletim de notas entre os dias 29 de janeiro e 7 de fevereiro e clicar no botão correspondente à “confirmação de interesse em participar da lista de espera”. O sistema irá emitir uma notificação avisando que a solicitação deu certo.

Os resultados serão publicados pelas próprias instituições de ensino a partir do dia 9 de fevereiro – e não pelo site do Sisu. É importante, portanto, que cada candidato acompanhe as convocações feitas pela universidade em que busca estudar.

Calendário do Sisu 2018

Inscrições: de 23 de janeiro até as 23h59 de 26 de janeiro

1ª chamada: 29 de janeiro

Matrículas dos aprovados na 1ª chamada: de 30 de janeiro a 7 de fevereiro

Manifestação de interesse na lista de espera: de 2 de fevereiro até as 23h59 de 7 de fevereiro

Resultados das listas de espera: a partir de 9 de fevereiro

“Vou comer sempre aqui”, diz moradora após Flávio Dino entregar Restaurante Popular em Vargem Grande

 

O governador Flávio Dino entregou nesta quinta-feira (25) em Vargem Grande o 20º Restaurante Popular do Maranhão. Em 2014, só existiam seis, e todos na capital. De lá para cá, foram abertas 14 unidades por Flávio Dino. O Maranhão também tem duas cozinhas comunitárias funcionando.

Flávio Dino ainda entregou kits de irrigação e kits esportivos na cidade, além de vistoriar obras e celebrar um convênio na Saúde.

O prédio do Restaurante Popular de Vargem Grande era de uma cozinha comunitária construída pela prefeitura, mas que nunca funcionou. Ficou oito anos abandonado. A prefeitura cedeu o prédio para o Governo do Estado, que ampliou e instalou o restaurante popular.

Serão 1.000 refeições por dia. “O restaurante vai ajudar as famílias que têm dificuldade em manter uma alimentação de qualidade e balanceada. A refeição é subsidiada: a pessoa vai pagar simbolicamente R$ 2, e o Governo do Maranhão vai pagar R$ 8 a cada prato”, disse Flávio Dino.

A moradora Lívia Ketlhen levou a filha para conhecer e provar a comida do restaurante: “Tá muito boa, muito saudável, inclusive a minha bebezinha de um ano tá comendo. Vou comer sempre aqui”.

Sabor e economia

Cada refeição vem com cardápio balanceado, suco e sobremesa. Tudo com muito sabor, disse Thiago Abreu, nutricionista do Restaurante Popular de Vargem Grande: “A gente fornece sempre alimentação balanceada e controlada por um nutricionista e por cozinheiros profissionais. E também fazemos atendimento a público que quer saber mais sobre uma alimentação saudável”.

Novo Restaurante Popular de Vargem Grande serve mil refeições diárias.(Foto: Nael Reis)

O secretário de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista, afirmou que se trata de um equipamento para contribuir com a saúde e a renda da população. “No último levantamento que fizemos, 96% dos usuários disseram que, após começar a utilizar o Restaurante Popular, melhoraram a renda porque passaram a usar os recursos com outras necessidades que as famílias têm”.

“O Restaurante Popular vem para Vargem Grande garantir segurança alimentar num ambiente gostoso, refrigerado, com um preço barato”, acrescentou.

Kits de irrigação

Os dois kits de irrigação entregues pelo governador vão ajudar os agricultores a produzirem mais e melhor. Cada um tem a capacidade para atender dez famílias.

Juscelina Lima, presidente da Associação de Moradores da Vila Ribeiro, diz que os kits de irrigação representam “uma grande vantagem para a melhoria dos nossos lavradores e agricultores”.

Os moradores de Vargem Grande também receberam kits esportivos com 612 itens para a prática de futebol, como redes, uniformes, bolas, apitos, cartões vermelhos e cartões amarelos.

Sensibilidade

Flávio ainda assinou convênio com o Centro de Saúde Maria Bertilla, mantido por uma congregação de freiras no município. No período de um ano, serão destinados R$ 480 mil para o Projeto Ambulatório Santa Maria Bertilla – A Serviço da Vida. Para a irmã Maria José, a iniciativa “é uma sensibilidade de que o povo necessita; a política é servir aos mais necessitados”.

Governador assina convênio na Saúde em Vargem Grande. (Foto: Nael Reis)

Flávio Dino também vistoriou as obras o Núcleo de Educação Integral da cidade. “Estamos testemunhando mais uma grade obra. São 12 salas, quadra, auditório, refeitório e outros equipamentos para atividades complementares para que os estudantes de ensino médio tenham oportunidade para reforço escolar, fazer inglês, arte, cultura, praticar esporte e completar a formação”, explicou.

O prefeito Carlinhos Barros destacou a contribuição e o compromisso do governador com a cidade: “Graças à ajuda dele, Vargem Grande tem dado saltos bem altos”.

De acordo com o secretário de Estado de Comunicação Social e Assuntos Políticos, Márcio Jerry, “o governador disse que faria e hoje ele está aqui fazendo a entrega ao povo de Vargem Grande. Mais uma comprovação de que o que é dito pelo governador Flávio Dino é realizado efetivamente”.

Para o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Othelino Neto, que acompanhou a agenda em Vargem Grande, “nesses tempos de crise, a palavra-chave é parceria. Vamos assim, aos poucos, superando os obstáculos. Tenho muito alegria de vir aqui e ter também uma pequena parcela de contribuição. Destinei R$ 1 milhão, de emenda parlamentar minha, para a pavimentação de ruas em Vargem Grande. E o prefeito Carlinhos Barros já está executando a obra. Já me comprometi que minha nova emenda será para a infraestrutura da cidade”, concluiu Othelino Neto.

Prefeitura de São Luís anuncia concurso público para área da Assistência Social

Com taxa de inscrição de R$ 100 o processo avaliativo será constituído de prova objetiva, prova dissertativa e avaliação de títulos.

Por G1 MA

A Prefeitura de São Luís anunciou o concurso para a Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas). Realizado por meio da Secretaria Municipal de Administração (Semad), o certame tem o objetivo de fortalecer a Política da Assistência Social na cidade. O edital do concurso pode ser acessado no site da Prefeitura.

O certame, que oferece 52 vagas incluindo as reservadas para candidatos como deficiência, será executado pela AOCP Concursos Público. O Edital de Abertura nº. 001/2018 prevê vagas para cargos de nível superior, com cadastro de reserva.

Serão contemplados profissionais das áreas de Serviço Social (28 vagas, sendo cinco reservadas para candidatos com deficiência), Direito (cinco vagas, sendo uma vaga para candidato com deficiência) e Psicologia (19 vagas, sendo três reservadas para candidatos com deficiência). A remuneração inicial será de R$ 2.036,25.

O edital do concurso apresenta o cronograma, com data da prova estabelecida a ser realizada ainda no primeiro semestre de 2018. Com taxa de inscrição de R$ 100 o processo avaliativo será constituído de prova objetiva, prova dissertativa (a serem realizadas no mesmo dia e com caráter eliminatório e classificatório) e avaliação de títulos (com caráter classificatório), com os critérios e informações especificadas no edital.

Idealizador da Ficha Limpa diz que Lula não pode disputar eleição

 

A condenação do ex-presidente Lula em segunda instância, nesta quarta-feira (24), está fora da disputa presidencial. Este é o entendimento do juiz Márlon Reis, idealizador da Lei da Ficha Limpa, para quem o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deverá rejeitar a participação do petista na eleição de outubro.

“A Lei da Ficha Limpa é clara no sentido de que o pronunciamento condenatório de qualquer órgão colegiado já basta para tal”, disse Márlon em entrevista ao Congresso em Foco. Os desembargadores examinaram o recurso do ex-presidente e aumentaram, de 9,5 para 12 anos sua prisão, em regime fechado.

Marlon ressaltou, no entanto, que a legislação garante a Lula mecanismos de ampla defesa. “É possível a obtenção de uma liminar para participar do processo mesmo com essa condenação. Só que isso tem consequências. A primeira é de que isso obriga o tribunal que deverá julgar o recurso, no caso o Superior Tribunal de Justiça (STJ), a garantir celeridade e primazia para esse julgamento. A outra é que, caso essa liminar seja revogada no futuro, mesmo tendo havido a conquista do mandato, ele será perdido”, afirmou o ex-juiz.

O advogado rebateu críticas feitas por aliados do ex-presidente, como o PCO, à lei que proíbe a candidatura de políticos com condenação por órgão colegiado. “Se há alguma crença de injustiça no caso dele, ela deve ser dirigida à Justiça Criminal, não à Lei da Ficha Limpa, que não tem nada a ver com isso. A Lei da Ficha Limpa é abstrata, não foi pensada para atingir ninguém em particular. Ela precisa ser defendida com afinco, porque chama atenção para a necessidade de mudança de comportamento na política”, defendeu.

Em um longo julgamento, a 8ª Turma Criminal do Tribunal Regional Federal (TRF-4) confirmou a condenação do ex-presidente, determinada pelo juiz Sérgio Moro na primeira instância. O relator do processo, João Pedro Gebran Neto, sugeriu a elevação em quase 3 anos de prisão – de 9 anos e 6 meses para 12 anos e 1 mês – pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Lula não será preso imediatamente, já que a determinação de execução provisória da pena só ocorre após o julgamento de todos os recursos do segundo grau.

Criada a partir de um projeto de lei de iniciativa popular idealizado pelo Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), a Lei da Ficha Limpa reuniu 1,6 milhão de assinaturas. A proposta enfrentou a resistência inicial do Congresso, mas acabou aprovada sob forte pressão popular em maio de 2010, de forma unânime. Sancionada pelo próprio Lula, enquanto presidente, a lei torna inelegível por oito anos o candidato que tiver o seu mandato cassado, renunciar para evitar a cassação ou for condenado por decisão de órgão colegiado.

Sancionada pelo próprio Lula em 2010, a Ficha Limpa passou a valer das eleições de 2012 em diante. Críticos da lei alegam que a norma fere a soberania do eleitor de escolher seus candidatos e atenta contra o princípio da presunção da inocência, já que o candidato fica inelegível sem a Justiça ter concluído seu processo. Desde sua implantação, magistrados têm divergido sobre a forma de aplicação da lei, o que deixa incerto o cenário em relação a Lula.

(Revista Leia Hoje, Com dados do Congresso em Foco)

Em decisão unânime, tribunal condena Lula em 2ª instância e aumenta pena de 9 para 12 anos

Ex-presidente foi condenado em segunda instância por 3 votos a zero. Desembargadores aumentaram pena para 12 anos e 1 mês de prisão.

(Foto: Alexandre Mauro/G1)  (Foto: Alexandre Mauro/G1)

Por Renan Ramalho e Filipe Matoso, G1, Brasília

Por unanimidade, os três desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) votaram nesta quarta-feira (24) em favor de manter a condenação e ampliar a pena de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex em Guarujá (SP).

Votaram no julgamento, que durou 8 horas e 15 minutos (além de uma hora de intervalo) o relator do processo, João Pedro Gebran Neto, o revisor, Leandro Paulsen e o desembargador Victor dos Santos Laus.

Em julgamento na sede do tribunal, em Porto Alegre, os desembargadores se manifestaram em relação ao recurso apresentado pela defesa de Lula contra a condenação a 9 anos e 6 meses de prisão determinada pelo juiz federal Sérgio Moro, relator da Operação Lava Jato na primeira instância, em Curitiba. Lula se diz inocente.

Os três desembargadores decidiram ampliar a pena para 12 anos e 1 mês de prisão, com início em regime fechado. O cumprimento da pena se inicia após o esgotamento de recursos que sejam possíveis no âmbito do próprio TRF-4.

RESUMO

Dois dos três ministros da 8ª Turma do TRE-4 votaram por manter a condenação e ampliar a pena de prisão de Lula. em relação à sentença do juiz federal Sérgio Moro. Falta o voto do terceiro desembargador.

Desembargadores consideraram em seus votos que: 1) Lula recebeu propina da empreiteira OAS na forma de um apartamento triplex no Guarujá; 2) a propina foi oriunda de um esquema de corrupção na Petrobras; 3) o dinheiro saiu de uma conta da OAS que abastecia o PT em troca de favorecimento da empresa em contratos na Petrobras; 4) embora não tenha havido transferência formal para Lula, o imóvel foi reservado para ele, o que configura tentativa de ocultar o patrimônio (lavagem de dinheiro); 5) embora possa não ter havido “ato de ofício”, na forma de contrapartida à empresa, somente a aceitação da promessa de receber vantagem indevida mediante o poder de conceder o benefício à empreiteira já configura corrupção; 6) os fatos investigados na Operação Lava Jato revelam práticas de compra de apoio político de partidos idênticas às do escândalo do mensalão; 7) o juiz Sérgio Moro – cuja imparcialidade é contestada pela defesa – era apto para julgar o caso.

A defesa do ex-presidente nega as acusações: 1) diz que ele não é dono do apartamento; 2) que não há provas de que dinheiro obtido pela OAS em contratos com a Petrobras foi usado no apartamento; 3) que, de acordo com essa tese, Moro, responsável pela Lava Jato, não poderia ter julgado o caso; 4) que o juiz agiu de forma parcial; 5) que Lula é alvo de perseguição política.

Confirmado o resultado do julgamento após o voto do terceiro desembargador e a proclamação do resultado, 1) Lula não será preso de imediato; eventual prisão só depois de esgotados os recursos ao tribunal; 2) Defesa pode recorrer ao STJ e ao STF para tentar reverter condenação, a depender do último voto no TRF-4; 3) PT poderá registrar candidatura de Lula a presidente; 4) candidatura poderá ser mantida enquanto houver recursos pendentes contra a condenação; 5) TSE é que decidirá se ele ficará inelegível.

CONTINUE LENDO AQUI.