Como vencer a ansiedade antes e durante o Enem

 

Estudante em sala de aula© iStock

Faltando poucas horas para a primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), os candidatos precisam controlar a ansiedade para não deixar o nervosismo atrapalhar seu desempenho. A professora do Instituto de Psicologia da Universidade de Brasília (UnB) Regina Pedroza diz que a concentração é muito importante para o bom desempenho na prova, mas o candidato deve tentar manter seu cotidiano nos últimos dias antes do Enem.

“Ele tem que continuar estudando, tem que estar concentrado e focado. Mas essa concentração não pode ser algo que vai consumir todas as energias do candidato. Ele tem que continuar com o seu cotidiano, tem que estudar, mas tem que dormir bem, se alimentar bem e se divertir também. Ficar focado não significa que ele deve abrir mão de tudo que faz normalmente”, diz.

Os pais também têm papel importante no controle dessa ansiedade. Segundo a psicóloga, apesar de ser um momento importante, não deve haver pressão por um bom desempenho no Enem. “Os pais têm que entender que a pressão não ajuda, o que ajuda é eles estarem com seus filhos, e isso significa estar acompanhando, estar atento, conversar e, em determinados momentos, permitir que os jovens possam extravasar seu nervosismo, mas sem achar que uma bronca, uma exigência vai ajudar, pelo contrário”, orienta Regina.

A orientadora educacional do Colégio Dínamis, do Rio de Janeiro, Jane Rapoport, diz que agora não é mais o momento de aprofundamento dos estudos, e sim de revisão. “Um estudo aprofundado, neste momento, pode trazer mais ansiedade”. Ela também recomenda que o candidato faça atividades de lazer, para se distrair, mas sempre mantendo o que já está acostumado a fazer. “Não vai jogar futebol se você não tem esse hábito, até porque tem o risco de acidente”.

No dia da prova

Cada candidato deve desenvolver suas próprias estratégias para controlar a ansiedade no dia da prova. “O aluno tem que ter consciência do que é melhor para ele, não existe uma regra para todos. Tem pessoas que se concentram até mascando chicletes, por exemplo, mas para outros isso vai desconcentrar”, afirma Regina, que também é integrante do Conselho Federal de Psicologia.

Outra dica para evitar a ansiedade no dia da prova é conhecer com antecedência o local, ir até lá dias antes, com o mesmo transporte que vai usar na data do exame para calcular o tempo que vai precisar de deslocamento. “O atraso é uma questão muito séria, não há tolerância”, alerta a orientadora Jane.

Estratégias

Para fazer uma prova tranquila, é importante que o estudante tenha uma estratégia para resolver as questões. A dica do professor de matemática Bruno Vianna, do Colégio Mopi, do Rio de Janeiro, é deixar para o final as perguntas que não sabe responde e dar prioridade aos assuntos que domina.

“Quando esbarrar em uma questão que não domina e não sabe como resolver, ele deve automaticamente pular. Com isso, sobra mais tempo para voltar a essas questões e fazer com mais calma, evitando o nervosismo, porque o que é dele ele já garantiu, e o que vier depois é lucro”, diz.

O professor de física da plataforma de ensino Me Salva! Felipe Ben também aconselha os candidatos a não resolverem as questões na ordem em que elas aparecem na prova, fazendo primeiro as questões da matéria em que têm mais facilidade. “Chegou em uma questão que está muito difícil? Circule e volte para ela depois . Não vale a pena perder tempo e sanidade com uma questão impossível quando há uma questão fácil pela frente que precisa ser feita com a cabeça calma”, afirma.

Ele também sugere que os candidatos pratiquem o “desapego” com as questões que já foram resolvidas. “Questão marcada é questão que caiu no passado, parta para a próxima. Não recomendo marcar uma alternativa e ficar relendo a questão várias vezes, desmarcando e marcando de novo”, recomenda o professor.

No primeiro dia de Enem, 5 de novembro, os candidatos vão fazer as provas de redação, linguagens, códigos e ciências humanas. A orientação de Jane Rapoport é fazer primeiro a prova de redação, separando cerca de uma hora para fazer o levantamento de ideias, um rascunho, e passar a limpo. Depois, ao fazer as questões objetivas, é preciso controlar o tempo para não ficar ansioso no final da prova. “Não adianta a gente ter o conhecimento e não gerenciar o tempo”.

No primeiro domingo, os estudantes terão cinco horas e meia para fazer o exame. No segundo domingo, 12 de novembro, as provas serão de matemática e ciências da natureza, com prazo de quatro horas e meia.(Fonte MSN)

Mandantes de assassinatos de jornalistas entre 2012 e 2014 não foram a julgamento, diz ONG

Morte de 12 comunicadores neste período tiveram relação com exercício da profissão. Brasil está entre os 10 países mais perigosos para a prática do jornalismo.

Por G1

Em 12 casos de assassinato de jornalistas no Brasil, nenhum mandante foi julgado

Nenhum dos mandantes dos 12 casos de assassinatos de jornalistas ocorridos no Brasil entre 2012 e 2014 foi a julgamento até este mês de novembro, segundo um levantamento da ONG Artigo 19, que atua na defesa da liberdade de expressão em todo o mundo.

Em seis dos 12 casos, que tiveram relação com o exercício da profissão, não têm nem mesmo um suspeito indiciado, o que acontece ainda na fase do inquérito policial. Em três casos, apenas os executores foram condenados. Três mandantes já são réus, mas ainda não foram a julgamento, de acordo com a Globonews.

De 2012 até 2017, a ONG já registrou quase 30 casos de mortes de jornalistas, radialistas e blogueiros assassinados, o que faz do Brasil um dos 10 países mais perigosos para o exercício da profissão.

“É um número que impressiona muito, um número que se iguala ao de países que estão em guerra civil, como a Síria. O Brasil é considerado hoje um dos países mais perigosos para o exercício da comunicação”, afirmou Thiago Firbida, pesquisador da ONG Artigo 19.

“O Brasil é o sétimo país com maior índice de impunidade”, completou, citando um estudo do Comitê para a Proteção dos Jornalistas.

Os crimes são executados por pistoleiros. “As pessoas são contratadas para executar esses crimes, que são sempre planejados. A suspeita é de que os mandantes, em geral, sejam pessoas com acesso ao poder político, econômico, militar”, observou.

A suspeita é de que 75% dos mandantes sejam agentes do estado, políticos ou policiais, segundo o levantamento. “Portanto, essas pessoas têm influência no processo de investigação e de abertura de um processo na justiça”, ressaltou Firbida.

No caso especificamente de comunicadores, o fato de os mandantes serem ligados ao poder torna um elemento central na reprodução da impunidade, na avaliação do pesquisador. “Os casos que avançaram um pouco mais são casos que tiveram muita repercussão na mídia e muita pressão da sociedade. Mas na maior parte dos casos é possível que os mandantes tenham dificultado a investigação”, afirmou.

Os casos foram registrados em todas as regiões, mas o Nordeste tem se destacado por conta do aumento muito intenso no número de crimes. “Cada região tem sua especificidade. Em geral, a motivação é o fato de [as vítimas] fazerem denúncias ou críticas contra pessoas poderosas”.

O dia 2 de novembro foi a data escolhida pela ONU para ser o Dia pelo Fim da Impunidade em Crimes contra Jornalistas após a morte dos jornalistas franceses Claude Verlon e Ghislaine Dupont. Eles foram mortos em 2013 no Mali, na África.

Governo promove o Aulão do Enem na TV neste sábado (04)

Governo promove o Aulão do Enem na TV neste sábado (04)Os estudantes maranhenses candidatos a uma vaga na universidade terão mais uma oportunidade de revisar o conteúdo antes da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) que será realizada nos próximos dias 5 e 12 de novembro em todo o país.

A novidade é que o Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), realizará no próximo sábado (04), o Aulão do Enem na TV. O Aulão será realizado na Tv Maranhense das 10h às 11h no sábado, véspera da prova do Enem. Os estudantes poderão acompanhar de casa uma revisão dos conteúdos de Português, Redação e Matemática.

Além de acompanhar o Aulão do Enem na tv aberta, os estudantes também poderão tirar dúvidas enviando mensagens por meio das redes sociais da Secti (@SectiMaranhao)

Aulão do Enem

O programa Aulão do Enem foi lançado no ano de 2015 em 20 cidades do Maranhão.  Em 2017  mais de 40 mil alunos de 94 municípios maranhenses foram alcançados pelo programa. Esse dado representa 370% a mais de cidades se comparado com o ano de 2015. Em 2016, o número de municípios contemplados foi de 65.

O público prioritário do programa é o alunado da rede pública que nunca tiveram a oportunidade de frequentar um cursinho devido ao custo financeiro. As aulas foram aplicadas no formato de megarrevisão, com o desenvolvimento teórico das apostilas do tipo 1, 2, 3, 4 e 5, contemplando todas as disciplinas em um único dia.  Uma equipe multidisciplinar esteve presente nos pólos que explanaram os assuntos e realizaram plantões para tirar dúvidas dos estudantes.

Confira os canais que você poderá assistir ao Aulão do Enem na TV:

BAND

Canal: 12

Canal Digital: 12.1

 

SKY

Canal: 312

 

TVN

Canal: 20

Canal Digital: 420

 

NET

Canal: 12

 

OI TV

Canal: 7

Caso Alanna: Justiça decreta prisão de padrasto

 

A Justiça decretou hoje (3) a prisão de Robert Serejo Oliveira.

 

Ele era padrasto da pequena Alanna Ludmila, encontrada morta e enterrada no quintal de casa nesta sexta-feira (reveja), e tornou-se o principal suspeito do crime. A polícia o considera foragido.

Segundo relatos de vizinhos da cosa onde a criança morava, no Maiobão, Robert esteve no local por duas vezes no dia do crime.

Ele chegou a prestar depoimento à Polícia Civil após o sumiço da garota. Mas depois pediu dinheiro emprestado ao pai – a quem disse que estava sendo ameaçado de morte – e não foi mais visto.

Robert Oliveira já não estava mais com a mãe de Alanna, Jaciene Pereira. À polícia ela contou que separou-se porque o então companheiro – com quem tem um filho de quatro anos – estava tendo alucinações com “demônios”. (Via blog do Gilberto Léda)