Novo sistema agiliza serviços da Junta Comercial

Empresários, contadores e clientes do registro empresarial de todo o Maranhão contarão oficialmente, a partir da próxima segunda-feira (23/10), com um sistema que permite que todos os procedimentos executados pela Junta Comercial sejam feitos totalmente online. O lançamento da ‘Jucema Digital’ será no Salão de Atos do Palácio dos Leões com a presença do Governador Flávio Dino, do  secretário especial da Micro e Pequena Empresas (SEMPE), José Ricardo da Veiga, do diretor do Departamento de Registro Empresarial e Integração do Governo Federal (DREI), Conrado Vitor Lopes Fernandes e do presidente da Junta Comercial do Maranhão, Sérgio Sombra.

Com o lançamento, o Maranhão integrará a rede de estados brasileiros que adotaram o novo modelo de abertura, alteração e extinção de empresas. “Esse projeto significa uma grande conquista para os cidadãos que buscam diariamente os serviços da Junta Comercial, pois possibilitará que os mesmos realizem todas as etapas de registro de uma empresa por meio da internet. Estamos falando de redução de custos, de tempo e de segurança jurídica para quem quer empreender no Maranhão”, explicou o presidente do órgão, Sérgio Sombra.

Na apresentação oficial, o gestor detalhará as facilidades e o impacto positivo da ‘Jucema Digital’ para os empreendedores e para o ambiente de negócios do estado. A expectativa, segundo ele, é que ao automatizar todo o fluxo do processo empresarial, a Junta Comercial avance ainda mais na simplificação dos procedimentos e, consequentemente, otimize resultados e contribua para o fomento da classe produtiva local. “Desde 2015 que órgão vem modificando a dinâmica da prestação dos serviços para atuar de maneira mais célere. A tecnologia tem sido uma grande aliada para a avançarmos na modernização desta Casa que é tão imprescindível para o nascimento das empresas maranhenses”, ressaltou o presidente.

O ambiente 100% online estará incorporado ao sistema Empresa Fácil e permitirá que os procedimentos como a formalização de um negócio possam ser feitos de casa, do escritório ou de qualquer outro lugar, bastando que o interessado tenha acesso à internet e tenha a assinatura digital, ou certificação digital, que hoje em dia pode ser feita com muita facilidade, a baixo custo, em empresas e entidades.

Fluxo do processo digital

Para dar início ao processo de abertura de empresa, o contribuinte precisa verificar, pela consulta prévia, a viabilidade de nome e endereço. Após o deferimento, deve-se realizar todo o preenchimento das informações referente à empresa por meio da Ficha de Cadastro Nacional/Requerimento de Empresário, que será agrupado à documentação necessária e assinado através do certificado digital.

A etapa seguinte é a protocolização on-line pelo Empresa Fácil, o processo tramita por meio do sistema para o analista que consegue verificar todas as informações sem ter contato algum com o documento físico. No passo seguinte, o sistema informará ao cliente se o processo foi deferido, indeferido ou se entrou em exigência após passar pela análise técnica.

Depois de todo o trâmite na Junta, quando o processo é autenticado, a informação chega para os órgãos de licenciamento, que estão também integrados ao Empresa Fácil.

Além da opção da entrada digital para processos empresariais, a Jucema também disponibiliza 33 unidades de atendimento distribuídas na capital e em cidades maranhenses com localização estratégica.