Governo reestrutura Escritório da Agerp em Viana e anuncia ações para a Baixada Maranhense

O Governo do Estado, por meio do Sistema da Agricultura Familiar, reinaugurou nesta terça-feira, 12, o Escritório Regional da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp) de Viana, que leva serviços de assistência técnica a 13 municípios da Baixada Maranhense, atendendo uma média de 100 famílias por município.

A adequação no prédio da Agerp de Viana visa dar condições de trabalho aos servidores da instituição e melhorar o atendimento aos agricultores familiares que procuram a Agência. A reestruturação das sedes regionais da Agerp faz parte do planejamento estratégico do órgão e atendendo uma determinação do governador Flávio Dino de reestruturar a entidade.

Na atual gestão, iniciada em 2016 e comandada pelo presidente Júlio Cesar Mendonça, já foram reinaugurados os regionais de Itapecuru-Mirim, Santa Inês, Barra do Corda, Zé Doca e a sede estadual em São Luís. E inaugurados os escritórios locais de Barreirinhas e Santo Amaro (atendidos pela regional da AGERP de Rosário), Colinas (regional São João dos Patos), Luís Domingues (regional de Zé Doca) e Alcântara (regional São Luís). Ainda este ano, estão programas as reinaugurações dos escritórios regionais da Agerp de Caxias, Timon e Rosário, assim como a inauguração dos escritórios locais de Cururupu e Turiaçu (municípios atendidos pela regional de Pinheiro) e Grajaú (regional Barra do Corda).

Além da inauguração da Agerp de Viana, o Sistema da Agricultura Familiar entregou uma embarcação para o escritório, com o objetivo de atender as famílias ribeirinhas, que até então, havia dificuldade de acesso a essas áreas alagadas por falta de um transporte adequado. Durante o evento realizado no Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Viana, o Sistema SAF fez a entrega também de kits de irrigação; assinatura da ordem de serviço para construção do abatedouro de aves no município de Viana; assinatura da ordem de pagamento do fomento da cadeia produtiva de aves caipira; anúncio do resultado da cadeia de Extrativismo/Babaçu e entrega de certificados de cursos promovidos pelo IFMA e Senar.

O presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, ressaltou a importância da reforma nas instalações do escritório para a Agência e das ações na Baixada. “Marca um momento de retomada de crescimento da Baixada através de ações fortes e decisivas no âmbito da agricultura familiar, como a construção do abatedouro de aves e liberação de fomento, a gente gera um incentivo para dinamizar a cadeia de avicultura na região dos Campos e Lagos. E além de tudo isso, estamos fortalecendo a assistência técnica com um novo espaço da Agerp de Viana e uma embarcação pronta para atender as famílias de áreas ribeirinhas”, afirmou o presidente Júlio Mendonça.

O secretário de Estado da Agricultura Familiar, Adelmo Soares, enfatizou o trabalho desempenhado pelo governador Flávio Dino em desenvolver a agricultura familiar do Maranhão. “Nós entendemos que para fortalecer a agricultura familiar precisamos dar condições de produção a essas famílias, e vamos conseguir entregando equipamentos essenciais, como os kits de irrigação, e ainda fortalecendo a cadeia de aves na Baixada e claro, tudo isso com o apoio da Agerp que é quem leva assistência aos trabalhadores rurais,” disse o secretário Adelmo. 

Em Viana, o evento no Sindicato reuniu equipes do Sistema SAF, o prefeito de Viana, Magrado Barros; representantes de instituições financeiras e de ensino, lideranças políticas da região e presidentes de associações de piscicultores e produtores da Baixada Maranhense.

Entrega de kits em Matinha

No município de Matinha, o Sistema da Agricultura Familiar esteve presente e atendeu uma demanda da comunidade quilombola São Caetano, com a entrega de sete kits de irrigação para melhorar a produção familiar do povoado.

A agricultora familiar e coordenadora do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu, Maria da Glória Belfort, destacou que os kits contribuirão para aumentar a produção. “A gente trabalha com horta e tínhamos dificuldades em preparar a horta, é cansativo irrigar manualmente. Com o kit vai ajudar muito nosso trabalho,” contou a agricultora Maria da Glória.