IBGE estima que Maranhão tem pouco mais de 7 milhões de habitantes

Levantamento aponta Junco do Maranhão como o município com menor número de habitantes, com a marca de 3.237.

Por G1 Maranhão, São Luís, MA

 

Em estimativa divulgada nesta quarta-feira (30), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Maranhão alcançou a marca de 7.000.229 habitantes. A capital tem uma população de 1.091.868. São Luís está entre os 17 municípios do Brasil com mais de 1 milhão de habitantes.

A segunda cidade mais populosa do Maranhão é Imperatriz com 252.569. São José de Ribamar, que compõe a Região Metropolitana de São Luís, tem 176.418. As dez cidades mais populosas do estado são completadas por Timon (167.619), Caxias (162.657), Paço do Lumiar (122.420), Codó (120.810), Açailândia (111.339), Bacabal (103.359) e Balsas (94.779).

População do Maranhão supera os 7 milhões de acordo com novo levantamento do IBGE (Foto: Reprodução/TV Mirante) População do Maranhão supera os 7 milhões de acordo com novo levantamento do IBGE (Foto: Reprodução/TV Mirante)

População do Maranhão supera os 7 milhões de acordo com novo levantamento do IBGE (Foto: Reprodução/TV Mirante)

O levantamento aponta Junco do Maranhão como o município com menor número de habitantes, com a marca de 3.237.

Os números do IBGE revelam um crescimento populacional no país de 0,77% entre 2016 e 2017. A estimativa tem como referência o dia 1º de julho. Os dados apontam que oi Brasil tem uma população de 207.660.929.

TJ autoriza Uber em São Luís

O desembargador Marcelo Carvalho, do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), determinou hoje (30) a suspensão da eficácia da lei municipal que proibia o uso do aplicativo Uber em São Luís.

A decisão atende a um pedido da Procuradoria-Geral de Justiça do Maranhão (PGJ), feito na semana passada (reveja).

Em seu despacho, o magistrado destaca que proibir o uso de aplicativos de transporte privado é garantir um monopólio ilegítimos aos taxistas (veja trecho abaixo).

Com a decisão, está liberado o uso do aplicativo Uber – e de outros semelhantes – em toda a capital.

Fonte: Blog do Gilberto Léda