Prefeitura de Penalva abre concurso público para 235 vagas no Maranhão

Inscrição deverá ser efetuada até as 23h59 do dia 19 de abril. Provas objetivas estão previstas para o dia 4 de junho.

Do G1 MA

A prefeitura Penalva (MA) divulgou edital de concurso público para preencher 235 vagas em diversas áreas do Executivo em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários variam de R$ 937,00 a R$ 6.000,00. O Instituto Machado de Assis é a empresa responsável pela organização do certame.

No site da organizadora é possível ver o edital. Acesse aqui.

Do total das oportunidades, 13 são reservadas para pessoas com deficiência. Todos os candidatos serão avaliados por meio de provas objetivas. As provas serão aplicadas em 4 de junho de 2017 na cidade de Penalva (MA).

A inscrição deverá ser efetuada até as 23h59 do dia 19 de abril por meio do formulário específico disponível na página a organização do concurso. As taxas de inscrição estão fixadas em R$ 80,00 (Fundamental completo / incompleto), R$ 90,00 (Nível Médio) e R$ 110,00 (Nível Superior).

O concurso terá validade de dois anos e poderá ser prorrogado por igual período. Acesse aqui pra ver o quadro de vagas e salários por escolaridade.

Prefeitura de Penalva

Vagas: 235

Salário: de R$ 937,00 a R$ 6.000,00

Inscrições: até 19 de abril de 2017

Prova: 4 de junho de 2017

Quem tem o carro roubado no Maranhão pode pedir devolução do IPVA

Do Estado

O condutor maranhense que tiver o veículo roubado pode pedir a devolução do Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), desde que o proprietário protocole na Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) o pedido de restituição por meio de processo.

Documentação necessária ­

Requerimento dirigido à CEGAT/COTET, com a devida identificação, telefone e endereço; ­

Comunicação pelo contribuinte a Sefaz, ao Detran, instruído com certidão de ocorrência do fato, na Delegacia Especializada, se na capital, nas demais localidades, na delegacia de Polícia do Município onde ocorrer o fato, não cabendo, entretanto, restituição se a perda se der após o recolhimento do imposto (considera-­se ainda a data da comunicação à Delegacia de Polícia Especializada, se na capital, nas demais localidades, à Delegacia de Polícia do Município onde ocorrer o fato). ­

Cópia do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo; ­

Boletim de Ocorrência (original ou cópia autenticada );

Declaração da seguradora ou de oficina autorizada afirmando que a perda do veículo foi total (no caso de sinistro);

Cópia autenticada da certeira de identidade do requerente

Estados

Assim como no Maranhão, em estados como Alagoas, Bahia e Rio Grande do Norte também oferecem o serviço de devolução do imposto em caso de roubo ou furto do veículo.

Viana – Carnaval 2017 – Bloco Amigos de Bil

Momentos alegres de um dos encontros mais aguardados durante a folia de momo em Viana: o bloco “Amigos de Cleinaldo Bil” – presidente do Sintsep-MA, que foi criado há 7 anos, com um pequeno grupo de 15 pessoas e, hoje, reúne mais de 300 foliões no quintal da família Lopes.

Com som ao vivo, churrasco e feijoada, o bloco contou este ano com a participação especial do cantor Walfredo Jair e foi prestigiado pelos familiares e a legião de amigos de Cleinaldo Bil, entre eles, muitos políticos como vereadores, secretários municipais, o prefeito de Viana, Magrado Barros e o vereador de São Luís, Cézar Bombeiro, irmão do anfitrião.

Abaixo, alguns momentos do evento. (Fotos: Claudiene Lopes).

 

 

 

 

Google usa Inteligência Artificial em projeto contra comentários abusivos na Internet

Chamado de Perspective, novo projeto foi feito em parceria com a Jigsaw e só está disponível em inglês por enquanto

IDGNow! – DigitalNetwork, via Brasileiros *

A Internet é um lugar complicado para ter uma conversa. Os abusos on-line já fizeram com que muita gente abandonasse as redes sociais que não são bem equipadas para lidar com isso, e alguns sites de notícias desabilitaram as suas seções de comentários.

É por isso que o Google e a Jigsaw (uma incubadora da empresa mãe do Google, a Alphabet) estão trabalhando em um novo projeto chamado Perspective, que usa Inteligência Artificial (IA) para tentar identificar comentários tóxicos – e reduzi-los. Liberada nesta sexta-feira, 24/2, a API do Perspective fornecerá aos desenvolvedores uma pontuação de quão provável é que os usuários percebam um documentário como tóxico.

Em troca, essa pontuação poderia ser usado para desenvolver recursos como filtragem automática de posts ou fornecer feedback ao usuários sobre o que estão escrevendo antes que eles enviem para publicação. Desde ontem, 23/2, os desenvolvedores podem solicitar acesso à API para uso em projetos que estejam trabalhando, e a Jigsaw irá aprová-los com o tempo.

Muitos sites de notícias não possuem a disposição ou o tempo para passar o tempo moderando agressivamente os comentários em suas reportagens e, por isso, decidiram desabilitá-los completamente e liberar a discussão nas redes sociais. O The New York Times, que ajudou no desenvolvimento do Perspective, por exemplo, abre os comentários em apenas 10% das suas reportagens por conta do esforço necessário para moderá-los manualmente.

O Google também tem um interesse velado em um filtro melhor contra abusos. Suas seções de comentários no YouTube podem ficar cheias de ódio, deixando os criadores de conteúdos com mais uma tarefa pesada nas mãos. Usar a API do Perspective para filtrar os comentários pode ajudar a aliviar isso.

No entanto, a interpretação dos comentários pelo Perspective ainda está longe de ser perfeita. Uma série de afirmações profanas feita com a intenção de aprovar algo foi marcada como provavelmente tóxica. Por exemplo, o sistema classificou a frase “This is some kick-ass music right here” como 85% similar a comentários que outras pessoas afirmaram ser tóxicos.

A Jigsaw, por sua vez, reconhece os potenciais problemas. O site do Perspective dá aos usuários uma maneira de testar comentários e dizer se eles são tóxicos ou não. A implicação aí é que a equipe da empresa vai levar esse feedback em conta com interações posteriores na tecnologia de reconhecimento de abuso.

“Ainda estamos no começo e vamos entender muita coisa errada”, afirmou a empresa em seu site.

Por enquanto, o Perspective só está disponível em inglês, apesar de aparentemente conseguir compreender contextualmente alguns comentários tóxicos em outros idiomas.

*IDGNow! é marca registrada da IDG (International Data Group), licenciada exclusiva no Brasil pela DigitalNetwork!Brasileiros, divisão de mídia digital da Brasileiros Editora

 

Compartilhe: