Vereador Cézar Bombeiro e lideranças do Conjunto Promorar estiveram reunidos com a Secretaria de Estado de Cidades

Flavia Alexandrina Almeida Moreira, Secretaria de Estado de Cidades recebeu em audiência o vereador Cézar Bombeiro e lideranças da Liberdade e do Conjunto Promorar.

O vereador registrou que as obras da avenida Quarto Centenário, tem causado muitos problemas para os moradores do conjunto, que podem futuramente assumir proporções sérias. A secretária debateu as questões levantadas pelas lideranças comunitárias e sensível à problemática levantada, propôs uma reunião no próprio local da avenida com engenheiros das obras e a empreiteira para um diagnostico mais pertinente.

O vereador Cézar Bombeiro sugeriu a secretária, que diante da existência de muitas residências dos lados da avenida, uma solução para os problemas delas poderiam ser resolvidos pela Secretaria de Cidades, dentro de uma importante contribuição governamental como ação social para o Conjunto Promorar. Integraram a comissão de moradores, Nilson Oliveira, Carlos Elias, Joel Silva e João Evangelista. (O Quarto Poder)

Com a cassação do registro de candidatura do prefeito de Arari-Ma, Djalma Melo(PTB), Maria Alves (Simplesmente Maria) é o nome mais aclamado pelo povo

O parecer do vice-procurador Geral Eleitoral, Nicolao Dino, irmão do governador Flávio Dino (PCdoB), caiu como uma bomba para o prefeito do município de Arari-MA, Djalma Melo (PTB).

Nicolao Dino, proferiu parecer favorável no processo de impugnação de registro de candidatura de Djalma, junto ao Tribunal Superior Eleitoral em Brasilia, cujo processo aguarda a elaboração do voto do Ministro-relator Hermam Benjamim, para ser levado ao plenário para decisão. A coligação Povo Unido e Feliz, que teve como candidato a prefeito Rui Filho (PSDB) e vice Maria Alves(PSD) , alega que Melo foi reeleito no município para um “terceiro” mandato, o que não é permitido no ordenamento jurídico eleitoral.

A coligação manejou ação de impugnação de registro de candidatura por entender que Djalma Melo não poderia mais concorrer ao cargo por incidência da causa de inelegibilidade prevista no Art. 14, §5 da Constituição Federal, que trata da substituição no curso dos mandatos.

Favoritismo político em Arari

Reconhecida, como a liderança política  individual, mais expressiva no município de Arari, Maria Alves   ou (Simplesmente Maria), deve vir com tudo, como candidata a prefeita, caso se confirme a cassação de Djalma Melo, conforme propõe o Vice-procurador Geral Eleitoral, Nicolao Dino, haja vista, que haverá nova eleição em Arari.

Segundo informações que chegam ao nosso conhecimento,Simplesmente  Maria tem recebido apelos de partidários, amigos e eleitores, para ser cabeça de chapa, uma vez que muitos não concordam mais que ela seja candidata a vice-prefeita.

Agora, é só esperar para conferir.

Fonte: Abrindo o Verbo

Senado vai votar a liberação ou não das vaquejadas

Senado Federal votará nesta semana lei que estabelece que as práticas das vaquejadas e rodeios são culturais e não cruéis aos animais. Confira um trecho abaixo sobre o assunto na postagem do G1:

Arquivo

Para esta semana, está prevista a votação no Senado da PEC que estabelece: “Não são cruéis as práticas desportivas que utilizem animais, desde que sejam manifestações culturais”. Essa proposta busca viabilizar a vaquejada e o rodeio.

Em outrubo do ano passado, o STF derrubou uma lei do Ceará que regulamentava esse tipo de prática por entender que a atividade impõe sofrimento aos animais e fere os princípios constitucionais de preservação do meio ambiente.

Na vaquejada, um boi é solto em uma pista e dois vaqueiros, montados em cavalos, tentam derrubar o animal pelo rabo.

Diante da decisão do Supremo, o Congresso aprovou, um mês depois, uma lei que torna a vaquejada manifestação cultural nacional e patrimônio cultural imaterial. Ainda em novembro de 2016, o presidente Michel Temer sancionou a lei.

Portanto, se o Congresso aprovar a PEC, a vaquejada e o rodeio estarão assegurados pela Constituição. (Via Blog do Luis Cardoso).

Morre o jornalista Jean Teles, ex-repórter da TV Mirante

Faleceu à meia noite o jornalista Jean Teles, que teve passagem como repórter da TV Mirante, na cidade de Caxias.

Teles teve um AVC quando se deslocava para um povoado de Caxias e foi encontrado desacordado por policiais da PRF, na noite de segunda-feira passada, dia 06.

Jean Teles estava internado no Hospital São Marcos, em Teresina e vinha respirando sob aparelhos. Ele é natural do Pará, onde tem familiares.

Atualmente o jornalista trabalhava na Secom da prefeitura de Caxias. Não existe informações sobre a localização do velório e nem sobre o enterro. (Via Blog do Luis Cardoso).