Governo realiza sonhos de comunidades com a entrega de ‘Escolas Dignas’

Em Nazaré, governador Flávio Dino e secretários Felipe Camarão e Márcio Jerry foram homenageadas pela Câmara Municipal com o título de Cidadão Filomenense. Foto: Luana Muriella/Seduc

As quatro unidades do Programa ‘Escola Digna’, entregues nesta segunda-feira (27), pelo governador Flávio Dino, em substituição às escolas de taipa, barro ou em estruturas inadequadas, em Santa Filomena e Parnarama, representam a realização dos sonhos de pessoas como os professores Suiane Alves de Sousa e Júlio César, e José Gomes.

Construídas em quatro povoados com baixo indicador social: Grota do Lajes, Bié II e Nazaré (em Santa Filomena) e Bonitão (Parnarama), as unidades escolares possuem arquitetura moderna e são dotadas de espaço para secretaria, banheiros adaptados, cozinha, pátio e amplas salas de aula. Juntas atenderão, inicialmente, 370 alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental menor.

“Nossa meta é entregar uma escola por dia útil, nesse governo. Não se trata de apenas inaugurar um prédio moderno e bonito, estamos permitindo que esses alunos sonhem, realizem aquilo que seus pais não conseguiram. É aqui, em escolas como essas, que os sonhos se concretizam”, destacou o governador Flávio Dino durante as inaugurações, ao lado dos secretários estaduais da Educação, Felipe Camarão, e da Infraestrutura, Clayton Noleto.

Povoado Grota de Lajes

Em Nazaré, governador Flávio Dino e secretários Felipe Camarão e Márcio Jerry foram homenageadas pela Câmara Municipal com o título de Cidadão Filomenense. Foto: Luana Muriella/Seduc

No povoado Grota de Lajes, os 80 alunos, que irão estudar na nova escola, festejaram junto com a comunidade a inauguração da escola digna. É que antes eles estudavam no povoado Ingarana em um espaço sem condições para a aprendizagem, como explicou a senhora Iulane Santos Souza, mãe de alunos. “Era uma casinha simples, quando vinha a chuva molhava tudo e não tinha banheiro. Era tudo improvisado. Agora mudou pra melhor. Uma escola digna de verdade”, disse.

Bié II

Em Bié II, a professora concursada desde 2008, Suiane Alves de Sousa, mora no município vizinho e todos os dias viaja para ministrar as aulas aos 27 alunos no povoado. “Toda vez que me deslocava para a escola ficava triste em dar aulas nas condições que era. Tinha que trazer minha água de casa. Hoje realizo um sonho antigo”, ressaltou.

“A escola era péssima, já tinha perdido a esperança, mas o governador Flávio Dino realizou o sonho de botar meus netos numa escola bonita”, comentou José Gomes ao lado do netinho Marquinhos, ambos do povoado Bié II.

Nazaré

Em Nazaré, durante a entrega da escola de seis salas, o governador Flávio Dino e os secretários Felipe Camarão e Márcio Jerry foram homenageadas pela Câmara Municipal com o título de Cidadão Filomenense.

“Nosso governador nos agraciou com as obras mais importantes, que são as escolas. Por muito tempo sofremos com a precariedade das escolas. Mas hoje chegou a dignidade à educação de Santa Filomena”, revelou o vereador Claudioney Gomes Subrim.

Parnarama

Ainda no âmbito do ‘Escola Digna’, o governo do estado também entregou, nesta segunda-feira, à comunidade do Povoado Bonitão, no município de Parnarama, a escola municipal São Francisco, com investimentos da ordem de R$ 388.595, 87. A escola não tem 37 alunos matriculados, da creche ao 5° ano do Ensino Fundamental.

Cláudia de Sousa Lima, mãe de Lucas (5 anos), Gabriela (6 anos) e Sofia (3 anos), que estudam na escola, falou da alegria que é poder proporcionar aos filhos uma unidade escolar de qualidade. “Fazia vergonha a escola nossa. Eles vinham mesmo porque tinham obrigação de vir, porque a escola na era de qualidade para receber eles. Agora tem escola boa, poço pra nós beber, aí eu gostei demais da escola nova, as crianças gostaram demais. Até a gente ficou com vontade de estudar de novo”, disse a moradora.

Júlio César mostra como era a estrutura da antiga escola em ‘Bonitão’, em Parnarama. Foto: Luana Muriella/Seduc

Júlio César é professor desde 2005 da escola e responsável pela unidade, que ainda não possui diretor. Ele comentou como era trabalhar nas escolas antes. “A gente trabalhava em um barracão, era difícil porque tinha muito mato, ‘pragas’ e não tinha uma parede que pudesse colocar um mural com os nomes das crianças. É sonho pra gente aqui. Tanto a escola, como o poço entregue, que era o que a gente mais almejava porque as nossas mulheres sofriam muito carregando água na cabeça de ‘cacimba’ lá debaixo. É um pra gente”, comentou.

Fonte: Secap-MA

 

Polícia Civil desmonta esquema de venda de veículos roubados em Viana e Penalva

A Polícia Civil do Maranhão por meio da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (DRFV), dando continuidade em seus trabalhos de combater a criminalidade, realizou uma operação no último sábado (25) e domingo (26) em cidades da baixada maranhense.

O desdobramento da operação ocorreu nos municípios de Viana e Penalva onde foram apreendidos dois veículos e quatro motocicletas com sinais de adulteração nas placas. Na ocasião equipes da Polícia Civil coordenada pelo Delegado Jeffrey Furtado ainda conseguiram prender em flagrante, pelo crime de porte ilegal de arma, José Maria Silva dos Santos.

A operação é consequência de uma investigação que constatou que parte dos veículos automotores que são roubados na capital maranhense estão sendo levados para o interior onde há poucas fiscalizações. (Via blog do Vandoval Rodrigues)

Marinha identifica barco aparecido em Cedral, e rebocará para São Luis nesta terça (28)

O barco Baraka, que apareceu misteriosamente em uma praia do município de Cedral, no litoral ocidental maranhense, já foi identificada como uma embarcação japonesa, segundo informações fornecidas ao blog pela Marinha do Brasil.

“A equipe da Marinha do Brasil estará se deslocando para Cedral amanhã (27), por volta das 4h00min da madrugada para trazer pra São Luís o barco”, nos disse um representante da Marinha. “Somente após isso, faremos as investigações sobre o que pode ter acontecido”, concluiu.

A mobilização da população daquela cidade tem sido intensa para descobrir esse possível mistério e, o que porventura poderia ter acontecido com os tripulantes, já que a embarcação atracou normalmente na praia do Sassoitá, região litoral de Cedral.

O blog Mirinzalense foi o primeiro veículo a dar a notícia e, assim que obtivermos mais informações, atualizaremos os nossos leitores.

Com informações de Mirinzalense

Estados e municípios terão 6 meses para se adequar à Previdência, diz ministro

Ministro, Antonio Imbassahy, disse que quem “não se mexer” será obrigado a se adequar as regras aprovadas pelo Congresso

Antonio Imbassahy, ministro-chefe da Secretaria de Governo (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO – Os Estados e municípios terão seis meses de prazo para promoverem mudanças nos sistemas de aposentadoria dos servidores públicos ou, se não mexerem nas regras para concessão dos benefícios, serão obrigados a se adequar à reforma da Previdência que for aprovada pelo Congresso. A ideia de estabelecer prazo para que os governos estaduais e municipais façam os seus ajustes será apresentada pelo governo como emenda à proposta de reforma da Previdência, como antecipou nesta segunda-feira o jornal “O Estado de S.Paulo”.

“Trata-se de uma ideia vinda da própria Câmara, para oferecer mais responsabilidade fiscal e para que os próprios governadores possam ter condições de argumentação junto às Assembleias Legislativas de seus respectivos Estados”, afirmou o ministro-chefe da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy, pouco antes de entrar numa reunião, no Palácio do Planalto, com líderes da base aliada. “Isso funcionaria como se fosse uma trava, um instrumento que dá mais competência para que governadores examinem o assunto.”

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, disse que “juridicamente” esta é uma solução viável. “Fica para os Estados e municípios a decisão de adotar ou não um regime diferente daquele da União”, argumentou Oliveira. “Cada um terá de tomar a sua própria iniciativa.”

Para o deputado Arthur Maia (PPS-BA), relator da comissão especial que analisa a reforma da Previdência na Câmara, tudo está sendo feito respeitando o pacto federativo. “Os governos estaduais e municipais terão de regulamentar a previdência dos servidores no prazo de seis meses (após a aprovação da reforma), pois caso contrário terão de seguir as regras federais”, afirmou ele.

Na semana passada, Temer decidiu excluir funcionários públicos estaduais e municipais da reforma da Previdência enviada pelo governo à Câmara. O presidente tomou a iniciativa após sofrer forte pressão de deputados da base aliada, que ameaçavam votar contra a proposta. (O Estadão Online)

Misterioso navio fantasma aparece sem ninguém a bordo em praia de Cedral e deixa vários pescadores confusos

A população de Cedral está perplexa após um navio aparecer em uma praia do Município, sem ninguém a bordo.

Essa embarcação apareceu misteriosamente na costa do litoral. Os moradores locais ficaram chocados ao descobrir que não havia ninguém a bordo, e imediatamente deram o alarme.

Agora os pescadores da região estão lutando para descobrir por que o navio de nome Baraka chegou a de Cedral sem tripulação.

Aguarde mais informações. Com informações do Blog do Gilson Vieira)

Governador Flávio Dino entrega modernização do Cais de Ribamar, novo ponto turístico da Ilha de São Luís

 

Governador Flávio Dino entrega modernização do Cais de Ribamar, novo ponto turístico da Ilha de São Luís. (Foto: Gilson Teixeira/Secap)

A Ilha de São Luís ganhou, na noite desta sexta-feira (24), mais um grande impulso para o turismo, cultura e a economia, com a entrega do Cais de São José de Ribamar, totalmente revitalizado e equipado. O espaço estava abandonado há mais de 10 anos e recebeu obras de requalificação realizadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura. A solenidade de inauguração foi realizada com presença do governador Flávio Dino, que entregou, oficialmente, o novo cais à população.

A cerimônia foi marcada por celebração ecumênica, onde o pastor Mário Porto e o padre Cláudio César promoveram momentos de oração. Em seguida, o governador Flávio Dino destacou a importância da obra para impulsionar a economia, cultura e o turismo da cidade e regiões do entorno. “Trata-se de uma obra grandiosa e de grandes resultados para a cidade a população. Que se destaca por realçar a beleza desse espaço e pelo seu potencial de gerar desenvolvimento e promover lazer e cultura”, destacou.

Todo o trabalho de recuperação e modernização foi realizado pela Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), reiterando o grande compromisso do governo estadual com a população de Ribamar e a importância da parceria das gestões. “Essa obra nos trouxe preocupação, pois estava mais de 10 anos abandonada. Nos alegra poder ver entregue à população de Ribamar uma obra de grande significado”, pontuou o presidente da Emap, Ted Lago. Com a revitalização, o cais ganhou uma série de equipamentos para o lazer, além de megaestrutura que conta com áreas de passeio e convivência.

Para o prefeito de Ribamar, Luís Fernando Silva, a presença do governador na cidade sempre representa importantes realizações aos ribamarenses. “A atenção e dedicação do governador Flávio Dino com a nossa cidade só me traz a agradecer. Essa obra representa o desenvolvimento para setores importantes da cidade e ressalta uma área que a população aprecia e que é o novo cartão postal de Ribamar e do Maranhão”, disse. Presentes ainda prefeitos de São Luís, Edivaldo Holanda Junior e de Paço do Lumiar, Domingos Dutra.

Para a inauguração oficial foi descerrada a placa comemorativa pelas autoridades, seguido de passeio no local. A requalificação do Cais de Ribamar foi iniciada ano passado tendo como foco a garantia de segurança e lazer para a população de São José de Ribamar. A obra impulsionou o setor da construção e serviços no município com a geração de quase uma centena de empregos diretos e indiretos.São 4.600 m² de área construída que conta com uma ponte e píer adequados às embarcações que utilizam o local. Foram promovidas ainda melhorias na área do entorno, com instalação de um novo sistema de iluminação com lâmpadas de led e instalação de projetores, pavimentação de ruas e recuperação estrutural de áreas de uso comum da população.

O projeto do cais contemplou ainda a construção de uma área de passeio público com praça, arborização, ciclovias, dois gazebos no píer – que funcionam como pequenos mirantes -, dois quiosques, banheiros com acessibilidade, pavimento tátil para auxiliar a locomoção de pessoas com deficiência visual, implantação de rota acessível com sinalização entre a entrada do parque e o cais, demarcação de espaços para pessoas com deficiência e idosos e rampas de acesso para cadeirantes, além de academia ao ar livre. Para segurança do público frequentador do espaço foi instalado um posto policial e uma estação de tratamento de esgoto com drenagem pluvial. O objetivo é atender as pequenas embarcações da região e ao mesmo tempo fomentar o turismo local.

Aprovação

Muitos moradores aproveitaram a inauguração para conhecer de perto o novo espaço que terão disponível. Moydvan de Lima Sousa, que vive em Ribamar há mais de 15 anos, foi ao cais acompanhado da família e aprovou o espaço. “Está muito melhor do que antes, quando ainda era conservado. A estrutura nem tem comparação, a beleza e a segurança. Sem dúvidas, eu que moro aqui, venho passear com minha esposa e filhas”, disse ele, se referindo à Isabelle, cinco anos, e Eloise, sete anos.

A família de Moydvan e Cleudiane compareceu à inauguração e aprovou a modernização do Cais de Ribamar.. (Foto: Gilson Teixeira/Secap)

Para a mulher, Cleudiane Neves da Costa, o projeto do Governo em parceria com a Prefeitura só melhora as coisas boas que a cidade possui. “Ribamar é uma cidade linda e precisa de apoio para ficar ainda melhor. Temos um prefeito comprometido e vejo que com essa parceria com o Governo, muita coisa boa está vindo para nossa cidade. E o cais ficou lindo”, enfatizou.

O evento contou ainda com programação cultural que teve apresentação de grupo de tambor de crioula, cantor da cidade e show de Flávia Bitencourt. Acompanharam a inauguração o vice-governador, Carlos Brandão; os secretários municipais Socorro Araújo (Turismo), Andréa Lauande (Criança e Assistência Social) e Júlio César (Desenvolvimento Metropolitano); secretário estadual de Cultura e Turismo, Diego Galdino; demais secretários de Estado e autoridades políticas do município, deputados estaduais e federais. (Fonte: Secap – Gov. do MA).

Delator diz que pagamentos em espécie eram feitos até em “cabaré”

Pedro Ladeira/Folhapress          

Hilberto Mascarenhas chega ao TSE, em Brasília; ex-executivo da Odebrecht será ouvido na ação que investiga a chapa Dilma-Temer. O delator da Odebrecht Hilberto Mascarenhas, ao depor chega ao TSE, em Brasília

BRASILIA, DF, 06.03.2017: ELEIÇÕES-JUSTIÇA – O ex-executivo da Odebrecht Hilberto Mascarenhas chega para depor no TSE, em Brasília (DF), nesta segunda-feira (6), na ação judicial eleitoral que pede a cassação da chapa Dilma-Temer. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

Em depoimento à Justiça Eleitoral, o delator da Odebrecht Hilberto Mascarenhas, responsável pelo setor de pagamentos de propina da empresa de 2006 a 2015, relatou que as entregas de dinheiro em espécie aconteciam em “lugares absurdos” e até “cabaré”.

A Folha teve acesso à íntegra do depoimento.

Questionado pelo juiz auxiliar da ação que pede a cassação no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) da chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer na eleição de 2014 sobre como eram os pagamentos ao marqueteiro João Santana e a esposa dele, Mônica Moura, responsável por operacionalizar as finanças, Hilberto respondeu:

“Se fossem valores pequenos encontravam num bar, em todos os lugares. Você não tem ideia dos lugares mais absurdos que se encontra, no cabaré…”.

Para repassar os montantes maiores, no entanto, Hilberto esclarece que Mônica ou um representante dela se hospedava em um hotel onde se encontravam com um intermediário contratado pela Odebrecht que fazia a entrega, mas que não era ligado diretamente à empresa.

“Então, você se hospedava no hotel e de noite ele visitava o quarto do interessado, entregava e ia embora, para poder ter mais segurança se fossem valores maiores”, contou.

Relatou ainda que, quando era o principal responsável pelo departamento de operações estruturadas, a área do grupo que realizava o pagamento de propinas e caixa dois, preferia pagar tudo fora do Brasil.

“Eu dizia: eu prefiro pagar tudo no exterior, que era lá que era feita a geração, eu preferia pagar no exterior. Mas ela [Mônica Moura] exigia que partes fossem pagas no Brasil, justificando que tinha que pagar alguns serviços que eram feitos no Brasil…”

Hilberto relatou ainda que Mônica estaria na lista dos “top five” que recebiam os valores mais elevados de propina da área.